Francisco Mendonça & Myrian Del Vecchio De Lima (Orgs.) – A Cidade E Os Problemas Socioambientais Urbanos

cidade e os problemas socioambientais urbanos

Francisco Mendonça & Myrian Del Vecchio De Lima (Orgs.) – A Cidade E Os Problemas Socioambientais Urbanos: Uma Perspectiva Interdisciplinar

A cidade, concebida como um fenômeno de alta complexidade, desperta, desde muito, a curiosidade e a atenção de estudiosos de inúmeros campos do conhecimento. Várias disciplinas construíram, ao longo da Modernidade, um saber detalhado e avançado acerca dos espaços de aglomeração urbana; todavia, a hiper-complexização da dinâmica citadina nas últimas décadas colocou em xeque importantes saberes disciplinares, desafiando a academia e os institutos de planejamento, dentre outros, a apostarem em processos multi-inter-transdisciplinares no estudo do fenômeno urbano.

Nesta seara o tratamento dos problemas socioambientais urbanos, por sua característica de transversalidade temática e disciplinar, se colocou como uma possibilidade de transgressão da perspectiva monodisciplinar moderna.

Assim é que, no âmbito do Programa de Pós-Graduação em Meio Ambiente e Desenvolvimento da UFPR – PPGMade, de vertente interdisciplinar, foi inaugurada, no início da década de 1990, uma inovadora formação embasada na interação ensino-pesquisa-extensão voltada ao estudo de problemas derivados da relação entre a sociedade e a natureza.

Quatro perspectivas de abordagem foram então constituídas: uma de caráter conceitual/epistemológico, outra concebida a partir das experiências de atividades rurais, outra oriunda das dinâmicas litorâneas e, uma voltada especialmente às cidades, esta última cerne dos estudos constituintes da presente obra.

A partir de 1995, o PPGMade recebeu professores e doutorandos, posteriormente também mestrandos, para os estudos relacionados ao socioambiente urbano. As entradas bienais de estudantes resultaram na construção de complexos temas de pesquisas/programas comuns de pesquisa com base na problematização da realidade urbana, tendo sido a cidade de Curitiba e sua região metropolitana (RMC – Região Metropolitana de Curitiba) o foco principal dos estudos, ou, como também se concebeu, o principal laboratório dos estudos acerca da problemática socioambiental urbana do PPGMade.

As diversas partes desta obra encerram textos de conteúdos conceituais, metodológicos e de estudos de casos, desenvolvidos em teses e dissertações, levados a cabo por pesquisadores e pós-graduandos por mais de uma década, cuja orientação foi realizada, em quase sua maioria, pelos organizadores do presente livro.

A urbanização brasileira, tanto por sua dinamicidade quanto por sua dimensão, assim como por envolver contrastes, conflitos e injustiças socioespaciais de toda ordem, constitui fenômeno sui generis no mundo como um todo.

A dimensão socioambiental dos problemas urbanos evidencia, na urbanização e nas cidades brasileiras, características e peculiaridades muito próprias; várias delas tomam relevância nos textos desta obra. Um de seus principais objetivos é lançar luz, compreensão e reconhecimento à diversidade e à complexidade dos problemas socioambientais urbanos particulares à RMC e, na medida do possível, contribuir para o desenvolvimento socioambiental urbano com justiça e equidade nas cidades do presente e do futuro, aqui e onde mais for possível!


Deixe uma resposta

Francisco Mendonça & Myrian Del Vecchio De Lima (Orgs.) – A Cidade E Os Problemas Socioambientais Urbanos

cidade e os problemas socioambientais urbanos

Francisco Mendonça & Myrian Del Vecchio De Lima (Orgs.) - A Cidade E Os Problemas Socioambientais Urbanos: Uma Perspectiva Interdisciplinar

A cidade, concebida como um fenômeno de alta complexidade, desperta, desde muito, a curiosidade e a atenção de estudiosos de inúmeros campos do conhecimento. Várias disciplinas construíram, ao longo da Modernidade, um saber detalhado e avançado acerca dos espaços de aglomeração urbana; todavia, a hiper-complexização da dinâmica citadina nas últimas décadas colocou em xeque importantes saberes disciplinares, desafiando a academia e os institutos de planejamento, dentre outros, a apostarem em processos multi-inter-transdisciplinares no estudo do fenômeno urbano.

Nesta seara o tratamento dos problemas socioambientais urbanos, por sua característica de transversalidade temática e disciplinar, se colocou como uma possibilidade de transgressão da perspectiva monodisciplinar moderna.

Assim é que, no âmbito do Programa de Pós-Graduação em Meio Ambiente e Desenvolvimento da UFPR – PPGMade, de vertente interdisciplinar, foi inaugurada, no início da década de 1990, uma inovadora formação embasada na interação ensino-pesquisa-extensão voltada ao estudo de problemas derivados da relação entre a sociedade e a natureza.

Quatro perspectivas de abordagem foram então constituídas: uma de caráter conceitual/epistemológico, outra concebida a partir das experiências de atividades rurais, outra oriunda das dinâmicas litorâneas e, uma voltada especialmente às cidades, esta última cerne dos estudos constituintes da presente obra.

A partir de 1995, o PPGMade recebeu professores e doutorandos, posteriormente também mestrandos, para os estudos relacionados ao socioambiente urbano. As entradas bienais de estudantes resultaram na construção de complexos temas de pesquisas/programas comuns de pesquisa com base na problematização da realidade urbana, tendo sido a cidade de Curitiba e sua região metropolitana (RMC – Região Metropolitana de Curitiba) o foco principal dos estudos, ou, como também se concebeu, o principal laboratório dos estudos acerca da problemática socioambiental urbana do PPGMade.

As diversas partes desta obra encerram textos de conteúdos conceituais, metodológicos e de estudos de casos, desenvolvidos em teses e dissertações, levados a cabo por pesquisadores e pós-graduandos por mais de uma década, cuja orientação foi realizada, em quase sua maioria, pelos organizadores do presente livro.

A urbanização brasileira, tanto por sua dinamicidade quanto por sua dimensão, assim como por envolver contrastes, conflitos e injustiças socioespaciais de toda ordem, constitui fenômeno sui generis no mundo como um todo.

A dimensão socioambiental dos problemas urbanos evidencia, na urbanização e nas cidades brasileiras, características e peculiaridades muito próprias; várias delas tomam relevância nos textos desta obra. Um de seus principais objetivos é lançar luz, compreensão e reconhecimento à diversidade e à complexidade dos problemas socioambientais urbanos particulares à RMC e, na medida do possível, contribuir para o desenvolvimento socioambiental urbano com justiça e equidade nas cidades do presente e do futuro, aqui e onde mais for possível!


Deixe uma resposta


Desenvolvido pela Quanta Comunicação