Laudemir Luiz Zart & Outros (Orgs.) – Educação E Sócio-Economia Solidária

Educação E Sócio-Economia Solidária é uma obra que reúne autores/as de universidades brasileiras que tem como foco a educação e o trabalho.

Laudemir Luiz Zart & Outros (Orgs.) – Educação E Sócio-Economia Solidária: Fundamentos Da Produção Social De Conhecimentos

Esta é uma obra que reúne autores/as de universidades brasileiras que tem como foco a educação e o trabalho, e, as reflexões sobre o processo de incubação solidária de empreendimentos econômicos solidários e sustentáveis.

A incubação articula atividades políticas, educacionais e culturais de mobilização, formação e organização de grupos sociais populares.

Educação E Sócio-Economia Solidária descreve e interpreta experiências com mulheres, juventudes, camponeses/as, catadores/as, pescadores/as, quilombolas, indígenas, educadoras/es mobilizadas e/ou organizadas em grupos sociais singulares e/ou conectados em movimentos sociais.

Neste sentido há a tradução das construções coletivas de múltiplos sujeitos e agentes históricos que se mobilizam e se organizam na resistência e na proposição de práticas sociais e referenciais teóricos para a superação das estruturas socioeconômicas e das relações sociais e culturais de dominação e exploração para a construção social de realidades emancipatórias e libertadoras.

Educação E Sócio-Economia Solidária é uma obra que evidencia metodologias, referenciais teóricos, práticas sociais e culturais de interação de pesquisadores/as, estudantes e servidores/as de universidades brasileiras para o entendimento e a ação transformadora de realidades sociais de empobrecimento das pessoas.

A temática da economia solidária perpassa todos os capítulos e as experiências narradas e refletidas demonstram e argumentam das possibilidades e das potencialidades de superação da pobreza para a criação de relações sociais de promoção da solidariedade humana.

O conceito de produção social do conhecimento é a lógica fundante que configura os conhecimentos sistematizados. A sociabilidade do conhecimento é uma estratégia de produção, aprendizagem e socialização que descentraliza o lócus de legitimidade das ciências.

É a realização de diálogos profícuos e profundos entre os conhecimentos científicos das universidades e os saberes tradicionais predominantes nos grupos sociais.

São os fluidos e os encontros dos diferentes tipos de saberes que se alimentam, se fertilizam e se fortificam para a apreensão e a compreensão adequada das realidades sociais e o exercício pertinente de práticas sociais.


Deixe uma resposta

Laudemir Luiz Zart & Outros (Orgs.) – Educação E Sócio-Economia Solidária

Educação E Sócio-Economia Solidária é uma obra que reúne autores/as de universidades brasileiras que tem como foco a educação e o trabalho.

Laudemir Luiz Zart & Outros (Orgs.) - Educação E Sócio-Economia Solidária: Fundamentos Da Produção Social De Conhecimentos

Esta é uma obra que reúne autores/as de universidades brasileiras que tem como foco a educação e o trabalho, e, as reflexões sobre o processo de incubação solidária de empreendimentos econômicos solidários e sustentáveis.

A incubação articula atividades políticas, educacionais e culturais de mobilização, formação e organização de grupos sociais populares.

Educação E Sócio-Economia Solidária descreve e interpreta experiências com mulheres, juventudes, camponeses/as, catadores/as, pescadores/as, quilombolas, indígenas, educadoras/es mobilizadas e/ou organizadas em grupos sociais singulares e/ou conectados em movimentos sociais.

Neste sentido há a tradução das construções coletivas de múltiplos sujeitos e agentes históricos que se mobilizam e se organizam na resistência e na proposição de práticas sociais e referenciais teóricos para a superação das estruturas socioeconômicas e das relações sociais e culturais de dominação e exploração para a construção social de realidades emancipatórias e libertadoras.

Educação E Sócio-Economia Solidária é uma obra que evidencia metodologias, referenciais teóricos, práticas sociais e culturais de interação de pesquisadores/as, estudantes e servidores/as de universidades brasileiras para o entendimento e a ação transformadora de realidades sociais de empobrecimento das pessoas.

A temática da economia solidária perpassa todos os capítulos e as experiências narradas e refletidas demonstram e argumentam das possibilidades e das potencialidades de superação da pobreza para a criação de relações sociais de promoção da solidariedade humana.

O conceito de produção social do conhecimento é a lógica fundante que configura os conhecimentos sistematizados. A sociabilidade do conhecimento é uma estratégia de produção, aprendizagem e socialização que descentraliza o lócus de legitimidade das ciências.

É a realização de diálogos profícuos e profundos entre os conhecimentos científicos das universidades e os saberes tradicionais predominantes nos grupos sociais.

São os fluidos e os encontros dos diferentes tipos de saberes que se alimentam, se fertilizam e se fortificam para a apreensão e a compreensão adequada das realidades sociais e o exercício pertinente de práticas sociais.


Deixe uma resposta