Jorge Manuel Braz – Pensar Social Media: Toolkit Social Media Marketing II

Este livro dirige-se a todos os utilizadores que querem entender o admirável mundo do Social Media e do mundo digital.
Muito devido ao comportamento dos consumidores que, face a uma variada oferta de tecnologia, se assume com comportamentos de procura e de compra, não se limitando a ouvir e agir por impulso motivados por aquilo que viu passivamente offline.
Há um novo padrão de comportamentos a surgir no consumidor que não se deve ignorar, pois vivemos numa geração de conteúdos. Nesta era da Digital Native, (adaptação da geração que nasceu na era da tecnologia digital – Marketing Digital, Filipe Carrera, 2009 e Bennet, Maton & Kervin 2008) torna-se cada vez mais importante, estarmos presentes, por que é lá que surgem os mais variadíssimos comentários sobre o quotidiano, as marcas, as experiências de compra e de consumo, trocam opiniões, recomendações e críticas.
As redes sociais trouxeram alterações significativas e mesmo radicais de como as marcas se devem comportar com os seus públicos.
A Comunicação deixou de ser unidirecional para passar a ser participativa e as empresas passam a necessitar de acompanhar o diálogo com o seu público, convicta da potencial falta de controle sobre alguns consumidores.


Deixe uma resposta

Jorge Manuel Braz – Pensar Social Media: Toolkit Social Media Marketing II

Este livro dirige-se a todos os utilizadores que querem entender o admirável mundo do Social Media e do mundo digital.
Muito devido ao comportamento dos consumidores que, face a uma variada oferta de tecnologia, se assume com comportamentos de procura e de compra, não se limitando a ouvir e agir por impulso motivados por aquilo que viu passivamente offline.
Há um novo padrão de comportamentos a surgir no consumidor que não se deve ignorar, pois vivemos numa geração de conteúdos. Nesta era da Digital Native, (adaptação da geração que nasceu na era da tecnologia digital - Marketing Digital, Filipe Carrera, 2009 e Bennet, Maton & Kervin 2008) torna-se cada vez mais importante, estarmos presentes, por que é lá que surgem os mais variadíssimos comentários sobre o quotidiano, as marcas, as experiências de compra e de consumo, trocam opiniões, recomendações e críticas.
As redes sociais trouxeram alterações significativas e mesmo radicais de como as marcas se devem comportar com os seus públicos.
A Comunicação deixou de ser unidirecional para passar a ser participativa e as empresas passam a necessitar de acompanhar o diálogo com o seu público, convicta da potencial falta de controle sobre alguns consumidores.


Deixe uma resposta


Desenvolvido pela Quanta Comunicação