Sérgio Buarque De Holanda – Raízes Do Brasil

Sérgio Buarque De Holanda – Raízes Do Brasil

Nunca será demasiado reafirmar que Raízes Do Brasil inscreve-se como uma das verdadeiras obras fundadoras da moderna historiografia e ciências sociais brasileiras.

Tanto no método de análise quanto no estilo da escrita, tanto na sensibilidade para a escolha dos temas quanto na erudição exposta de forma concisa, revela-se o historiador da cultura e ensaísta crítico com talentos evidentes de grande escritor.

A incapacidade secular de separarmos vida pública e vida privada, entre outros temas desta obra, ajuda a entender muito de seu atual interesse. E as novas gerações de historiadores continuam encontrando, nela, uma fonte inspiradora de inesgotável vitalidade.

Todas essas qualidades reunidas fizeram de Raízes Do Brasil, com razão, no dizer de Antonio Candido, ‘um clássico de nascença’.

Quando Raízes Do Brasil foi publicado na então capital Rio de Janeiro, em 1936, o Brasil já era independente há mais de cem anos. A escravidão havia sido abolida em 1888, o país era uma república formal desde 1889 e apenas começava a se emancipar da dominação exercida pelas oligarquias agrárias.

Com o ensaio, Sérgio Buarque de Holanda buscava conceber um país livre dos caciques rurais e mostrar que caminho deveria ser trilhado pela antiga colônia para se converter em uma nação democrática e moderna.

No entanto, Raízes Do Brasil não constitui apenas um projeto normativo, é também analítico. Para articular suas visões, Buarque de Holanda mergulhou profundamente na história brasileira e desenvolveu um diagnóstico sócio-histórico que transcendia enormemente as pesquisas conduzidas à época.

Raízes Do Brasil oferece respostas concisas aos desafios analíticos e políticos de seu tempo, além de captar a tensão, na forma específica como se manifesta no Brasil, entre continuidade e mudança social numa perspectiva de longa duração.

As quase 30 edições de Raízes Do Brasil lançadas até agora em português foram sucessivamente ampliadas e corrigidas pelo autor. Raízes Do Brasil foi traduzido para o espanhol, o italiano, o francês, o japonês e o alemão; em 2012, foi publicada uma versão em inglês.

A literatura secundária correspondente poderia preencher uma biblioteca inteira e até hoje os críticos têm discussões acaloradas sobre a interpretação correta de cada capítulo.

Desde 2004 existe mesmo uma versão cinematográfica de Raízes Do Brasil, por meio da qual o premiado diretor Nelson Pereira dos Santos quis prestar uma homenagem a Buarque de Holanda.

 

 

https://livrandante.com.br/contribuicao/caneca-mae-e-bebe-leitoras-branca/


Deixe uma resposta

Sérgio Buarque De Holanda – Raízes Do Brasil

Sérgio Buarque De Holanda - Raízes Do Brasil

Nunca será demasiado reafirmar que Raízes Do Brasil inscreve-se como uma das verdadeiras obras fundadoras da moderna historiografia e ciências sociais brasileiras.

Tanto no método de análise quanto no estilo da escrita, tanto na sensibilidade para a escolha dos temas quanto na erudição exposta de forma concisa, revela-se o historiador da cultura e ensaísta crítico com talentos evidentes de grande escritor.

A incapacidade secular de separarmos vida pública e vida privada, entre outros temas desta obra, ajuda a entender muito de seu atual interesse. E as novas gerações de historiadores continuam encontrando, nela, uma fonte inspiradora de inesgotável vitalidade.

Todas essas qualidades reunidas fizeram de Raízes Do Brasil, com razão, no dizer de Antonio Candido, 'um clássico de nascença'.

Quando Raízes Do Brasil foi publicado na então capital Rio de Janeiro, em 1936, o Brasil já era independente há mais de cem anos. A escravidão havia sido abolida em 1888, o país era uma república formal desde 1889 e apenas começava a se emancipar da dominação exercida pelas oligarquias agrárias.

Com o ensaio, Sérgio Buarque de Holanda buscava conceber um país livre dos caciques rurais e mostrar que caminho deveria ser trilhado pela antiga colônia para se converter em uma nação democrática e moderna.

No entanto, Raízes Do Brasil não constitui apenas um projeto normativo, é também analítico. Para articular suas visões, Buarque de Holanda mergulhou profundamente na história brasileira e desenvolveu um diagnóstico sócio-histórico que transcendia enormemente as pesquisas conduzidas à época.

Raízes Do Brasil oferece respostas concisas aos desafios analíticos e políticos de seu tempo, além de captar a tensão, na forma específica como se manifesta no Brasil, entre continuidade e mudança social numa perspectiva de longa duração.

As quase 30 edições de Raízes Do Brasil lançadas até agora em português foram sucessivamente ampliadas e corrigidas pelo autor. Raízes Do Brasil foi traduzido para o espanhol, o italiano, o francês, o japonês e o alemão; em 2012, foi publicada uma versão em inglês.

A literatura secundária correspondente poderia preencher uma biblioteca inteira e até hoje os críticos têm discussões acaloradas sobre a interpretação correta de cada capítulo.

Desde 2004 existe mesmo uma versão cinematográfica de Raízes Do Brasil, por meio da qual o premiado diretor Nelson Pereira dos Santos quis prestar uma homenagem a Buarque de Holanda.

 

 


Deixe uma resposta


Desenvolvido pela Quanta Comunicação