João Ubaldo Ribeiro – Política: Quem Manda, Por Que Manda, Como Manda

“É impossível que fujamos da política. É possível, obviamente, que desliguemos a televisão, se nos aparecer algum político dizendo algo que não estamos interessados em ouvir. Isto, porém, não nos torna ‘apolíticos’, como tanta gente gosta de falar. Torna-nos, sim, indiferentes e, em última análise, ajuda a que o homem que está na televisão consiga o que quer, já que não nos opomos a ele.”
O romancista João Ubaldo Ribeiro é considerado um dos escritores mais importantes do país. Traduzido em oito línguas, é autor de romances indispensáveis na literatura contemporânea. Em Política, ele escreve não-ficção sem perder com isso as qualidades essenciais de sua obra ficcional: lucidez, criatividade, rigor narrativo.
Mestre em ciências políticas e ex-professor da Universidade Federal da Bahia, o escritor associa sua verve narrativa a um profundo conhecimento acadêmico para tratar de temas como poder, nação, soberania, democracias, ditaduras, partidos políticos, ideologias – com linguagem clara, acessível, em profundidade. Sem usar jargões nem impor qualquer visão particular, João Ubaldo decifra alguns enigmas desta atividade inexorável à vida humana – a Política. Tem a ver com quem manda, por que manda, como manda. O livro vai ‘comendo pelas beiradas’, explicando que coisa é essa, a Política, e por que ela interessa a todos e a cada um, e aos poucos desvendando conceitos fundamentais da sociedade e do Estado.
Política pode ser visto como um curso prático e elementar sobre o assunto, para trabalhadores, estudantes, políticos, donas de casa e o povo em geral, com noções elementares sobre política, narradas de forma inteligente e original. Encerrando o volume, João incorpora um apêndice valioso, “Dez bons conselhos de meu pai para cidadãos honestos e prestantes”, que entre outras lições de sabedoria política, ensina: “Não seja colonizado”, “Não seja medroso”, “Não seja calado”, “Não seja burro”.


Deixe uma resposta

João Ubaldo Ribeiro – Política: Quem Manda, Por Que Manda, Como Manda

"É impossível que fujamos da política. É possível, obviamente, que desliguemos a televisão, se nos aparecer algum político dizendo algo que não estamos interessados em ouvir. Isto, porém, não nos torna ‘apolíticos', como tanta gente gosta de falar. Torna-nos, sim, indiferentes e, em última análise, ajuda a que o homem que está na televisão consiga o que quer, já que não nos opomos a ele."
O romancista João Ubaldo Ribeiro é considerado um dos escritores mais importantes do país. Traduzido em oito línguas, é autor de romances indispensáveis na literatura contemporânea. Em Política, ele escreve não-ficção sem perder com isso as qualidades essenciais de sua obra ficcional: lucidez, criatividade, rigor narrativo.
Mestre em ciências políticas e ex-professor da Universidade Federal da Bahia, o escritor associa sua verve narrativa a um profundo conhecimento acadêmico para tratar de temas como poder, nação, soberania, democracias, ditaduras, partidos políticos, ideologias - com linguagem clara, acessível, em profundidade. Sem usar jargões nem impor qualquer visão particular, João Ubaldo decifra alguns enigmas desta atividade inexorável à vida humana - a Política. Tem a ver com quem manda, por que manda, como manda. O livro vai ‘comendo pelas beiradas', explicando que coisa é essa, a Política, e por que ela interessa a todos e a cada um, e aos poucos desvendando conceitos fundamentais da sociedade e do Estado.
Política pode ser visto como um curso prático e elementar sobre o assunto, para trabalhadores, estudantes, políticos, donas de casa e o povo em geral, com noções elementares sobre política, narradas de forma inteligente e original. Encerrando o volume, João incorpora um apêndice valioso, "Dez bons conselhos de meu pai para cidadãos honestos e prestantes", que entre outras lições de sabedoria política, ensina: "Não seja colonizado", "Não seja medroso", "Não seja calado", "Não seja burro".


Deixe uma resposta


Desenvolvido pela Quanta Comunicação