Geometria do design desvenda a misteriosa relação entre a matemática e a beleza, e nos conduz pelos domínios da geometria – a seção áurea, a proporção divina e a sequência de Fibonacci. Com isso, a autora nos mostra de que modo a simetria, a ordem e o equilíbrio visual estão presentes no projeto das mais variadas obras, como os cartazes de Jan Tschichold, a capela do Instituto de Tecnologia de Illinois de Mies van der Rohe e o Novo Fusca da Volkswagen.
O processo de composição visual nas mais diversas áreas precisa ser bem estruturado para determinar a expressividade do layout, bem como estabelecer uma hierarquia entre os elementos nele presentes. O livro Geometria do design: estudos sobre proporção e composição auxilia na compreensão e na organização visual geométrica do design, mostrando como certos conceitos de razão e proporção estabelecem relações na composição visual e no modo de projeção e entendimento das mais variadas situações que envolvem a busca de soluções para problemas visuais.
Geometria do design é divido em cinco capítulos (“Proporção no homem e na natureza”; “Proporções na arquitetura”; “Seção áurea”; “Retângulos de raiz”; e “Análises visuais do design”), que são subdivididos por temas que vão exemplificar, aplicar e discutir a importância de cada item.
Com linguagem simples e didática, a autora conduz o leitor ao entendimento das proporções geométricas – primeiro, através dos estudos das formas vindas da natureza; em seguida, mostra a importância da proporção áurea na composição, passa pelo período greco-romano e desenvolve a obra com projetos gráficos de escolas artísticas como o Modernismo e a Bauhaus, abordando ainda a construção tipográfica até chegar à arquitetura e aos objetos usados para decoração e utensílios do dia a dia.
Em cada layout, Kimberly Elam faz uma análise crítica, comenta a funcionalidade dos elementos ali dispostos, complementa com dados biográficos ou com o estilo de composição de cada autor e as relações geométricas usadas para desenvolver o trabalho.

Deixe uma resposta