Sônia Cristina Lima Chaves (Org.) – Política De Saúde Bucal No Brasil

Posted on Posted in Odontologia

Este livro é um convite ao olhar da odontologia para além da técnica. Ao considerar a sociedade e a ação sobre problemas de saúde bucal, os capítulos enfrentam-se, inevitavelmente, com as diversas leituras do social e com as disputas entre distintos projetos políticos de intervenção.
Assim, aparecem a necessidade de investigar as políticas de saúde bucal e a possibilidade de analisar as respostas sociais, por ação ou omissão, via Estado, sobre problemas de saúde e seus determinantes, bem como sobre a organização, produção, distribuição e regulação de bens e serviços na área de odontologia.
Nesse sentido, a coletânea contempla um conjunto de textos diversificados cujo eixo central diz respeito às políticas de saúde bucal estabelecidas no Brasil, a partir do século XX. Ela inicia com uma sistematização de conceitos e abordagens acionados para a investigação das políticas de saúde, com indicações de estudos sobre políticas de saúde bucal no âmbito nacional.
São examinados importantes problemas de saúde bucal nos últimos anos, assim como os resultados positivos obtidos mediante ações coletivas. É revisitada a intervenção do Estado brasileiro na atenção odontológica durante as décadas de 1970 e 1980, bem como seus antecedentes, com ênfase na transição democrática que permitiu o aparecimento de políticas racionalizadoras, a realização da 1ª Conferência Nacional de Saúde Bucal, em 1986, e a emergência de políticas democráticas inspiradas no projeto da Reforma Sanitária Brasileira.
Os capítulos seguintes analisam as políticas de saúde bucal no período pós-Constituinte, com ênfase nos governos FHC e Lula, e a constituição da saúde bucal coletiva no Brasil.
Essa área de conhecimento, por sua vez, tem possibilitado um conjunto de pesquisas ligadas à atenção básica e especializada e à educação em saúde bucal, à utilização de serviços odontológicos, ao mercado de trabalho para dentistas, à inclusão do técnico de saúde bucal na atenção primária, à avaliação de programas, inclusive estudos históricos como o referente ao surgimento da odontologia sanitária e da odontologia social.
Esses temas abordados no presente livro poderão despertar novos interesses e motivações que, certamente, indicarão outros objetos a demandar novos estudos, assim como alguns caminhos para a garantia do direito à saúde numa perspectiva integral.

Deixe uma resposta