Dawid Danilo Bartelt (Org.) – A “Nova Classe Média” No Brasil Como Conceito E Projeto Político

Posted on Posted in Ciências Sociais

Para um presidente como Lula, pouca coisa poderia servir melhor como legado do seu governo do que o de ter criado uma “Nova Classe Média” (NCM), ainda mais em um país emergente com uma longa tradição de extrema desigualdade. Por isso não pode surpreender o fato de, nos governos Lula e Dilma, ter sido construída uma narrativa que organiza os ganhos reais dos salários de pessoas de baixa renda no Brasil e os avanços nas políticas sociais sob este título. Fica logo evidente que se trata menos de um fato sociológico e mais de um projeto de estratégia e marketing políticos. Por isso, a retórica e as artes aritméticas das classificações de renda que o acompanham não apenas fazem sentido como são estratégicas. Na era pós-ideológica, o poder político se realiza no centro; é ocupar o meio entre os “extremos”, pois o centro da sociedade garante a hegemonia e a luta polarizada, não. Na Europa, os grandes partidos outrora identificados como “de direita” ou “de esquerda” se movimentam rumo ao “centro”, declarando direita e esquerda como margens da sociedade, território ideológico dos de ontem.

Deixe uma resposta