Nesta obra, Jean-Paul Sartre se propõe a refletir e fornecer elementos de resposta às críticas dirigidas por escritores contra o princípio do engajamento proposto na apresentação da revista Tempos Modernos. Autor estimado por seus ensaios literários e filosóficos, Sartre nunca deixou de ser um escritor engajado politicamente e sempre entendeu a literatura como estreitamente relacionada, cúmplice, testemunha ou crítica da condição humana em sociedade.

Deixe uma resposta