Vandenisio Santos Silva – A Problemática Do Ensino De Filosofia No Ensino Médio

A presente pesquisa tem como base, expor o valor do ensino de filosofia no ensino médio das principais escolas da cidade do Crato-CE.

Vandenisio Santos Silva – A Problemática Do Ensino De Filosofia No Ensino Médio: Consequências Do Ensino/Aprendizagem Nas Escolas Públicas Do Crato-CE

A pesquisa em pauta tem como base, expor o valor do ensino de Filosofia nas principais escolas da cidade do Crato-CE. No referido município existem 10 escolas da rede pública, que possuem matriculados no ano de 2013, o total de 4.483 alunos. A pesquisa utilizou-se apenas de 04 escolas, para fazer o estudo, onde foram entrevistados 1.757 alunos, correspondentes a 28% dos estudantes oficialmente matriculados no município do Crato.

A secretaria de educação do Crato integra institucionalmente a Coordenadoria Regional de Desenvolvimento da Educação – CREDE 18, fazendo parte da SEDUC–CE (Secretaria de Educação do Ceará). As escolas utilizadas para a pesquisa foram: Escola Teodorico Teles de Quental, Presidente Vargas, Joaquim Valdevino de Brito e Estado da Bahia.

Na primeira parte encontrar-se-á o projeto de pesquisa que mostrará os passos seguidos para a construção da pesquisa, que versará sobre um estudo relacionado nas respectivas escolas, cuja tabulação dos dados será exposta por meio de gráficos e consequentemente analisadas.

Além do projeto, consequentemente será exposto sob forma de gráficos e relatos de alunos e professores, a compreensão sobre o ensino de Filosofia, especificamente, se existe sintonia entre o ensino e aprendizagem nas respectivas escolas.

As exigências para um ensino produtivo terão como âncora a aprendizagem dos alunos, que poderá ser analisado de forma relativamente criteriosa, por meio de particularidades genuínas dos professores e alunos das respectivas escolas.

A abordagem percorrerá enredada de dados, exposições, e bases teóricas de autores que tratam da funcionalidade da Filosofia no ensino médio. Os dados são todos fiéis ao questionário proposto, que contém 06 questões remetidas aos professores e alunos, que nas devidas proporções serão analisados, comparados e tecidos os devidos comentários.

O estudo parte da inquietação quanto ao ensino de Filosofia nas escolas públicas, onde existem dificuldades concretas, cuja recepção não é otimista. Cuja pergunta principal é a seguinte: Quais as debilidades no processo de ensino-aprendizagem na disciplina de Filosofia que impedem o desenvolvimento da criticidade dos alunos do Ensino Médio nas escolas públicas da cidade do Crato, Ceará? A resistência quanto ao conteúdo filosófico será observada de forma concisa,

Clique para
Baixar o PDF

Deixe uma resposta

Vandenisio Santos Silva – A Problemática Do Ensino De Filosofia No Ensino Médio

A presente pesquisa tem como base, expor o valor do ensino de filosofia no ensino médio das principais escolas da cidade do Crato-CE.

Vandenisio Santos Silva - A Problemática Do Ensino De Filosofia No Ensino Médio: Consequências Do Ensino/Aprendizagem Nas Escolas Públicas Do Crato-CE

A pesquisa em pauta tem como base, expor o valor do ensino de Filosofia nas principais escolas da cidade do Crato-CE. No referido município existem 10 escolas da rede pública, que possuem matriculados no ano de 2013, o total de 4.483 alunos. A pesquisa utilizou-se apenas de 04 escolas, para fazer o estudo, onde foram entrevistados 1.757 alunos, correspondentes a 28% dos estudantes oficialmente matriculados no município do Crato.

A secretaria de educação do Crato integra institucionalmente a Coordenadoria Regional de Desenvolvimento da Educação - CREDE 18, fazendo parte da SEDUC–CE (Secretaria de Educação do Ceará). As escolas utilizadas para a pesquisa foram: Escola Teodorico Teles de Quental, Presidente Vargas, Joaquim Valdevino de Brito e Estado da Bahia.

Na primeira parte encontrar-se-á o projeto de pesquisa que mostrará os passos seguidos para a construção da pesquisa, que versará sobre um estudo relacionado nas respectivas escolas, cuja tabulação dos dados será exposta por meio de gráficos e consequentemente analisadas.

Além do projeto, consequentemente será exposto sob forma de gráficos e relatos de alunos e professores, a compreensão sobre o ensino de Filosofia, especificamente, se existe sintonia entre o ensino e aprendizagem nas respectivas escolas.

As exigências para um ensino produtivo terão como âncora a aprendizagem dos alunos, que poderá ser analisado de forma relativamente criteriosa, por meio de particularidades genuínas dos professores e alunos das respectivas escolas.

A abordagem percorrerá enredada de dados, exposições, e bases teóricas de autores que tratam da funcionalidade da Filosofia no ensino médio. Os dados são todos fiéis ao questionário proposto, que contém 06 questões remetidas aos professores e alunos, que nas devidas proporções serão analisados, comparados e tecidos os devidos comentários.

O estudo parte da inquietação quanto ao ensino de Filosofia nas escolas públicas, onde existem dificuldades concretas, cuja recepção não é otimista. Cuja pergunta principal é a seguinte: Quais as debilidades no processo de ensino-aprendizagem na disciplina de Filosofia que impedem o desenvolvimento da criticidade dos alunos do Ensino Médio nas escolas públicas da cidade do Crato, Ceará? A resistência quanto ao conteúdo filosófico será observada de forma concisa,

Clique para
Baixar o PDF

Deixe uma resposta


Desenvolvido pela Quanta Comunicação