Sônia Lopes Pinto & Outras (Orgs.) – Desafios Da Gestão No Enfrentamento E Controle Da Obesidade

Desafios Da Gestão No Enfrentamento E Controle Da Obesidade aborda as atribuições do gestor do SUS frente ao problema da obesidade.

Sônia Lopes Pinto, Bianca Dias Ferreira & Graziela Ramirez De Figueiredo (Orgs.) – Desafios Da Gestão No Enfrentamento E Controle Da Obesidade

A obesidade é um problema de saúde pública que afeta bilhões de pessoas em todo o mundo, estando presente na população independentemente da classe social, sexo e faixa etária.

No Brasil, os dados da Pesquisa Nacional de Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (VIGITEL), de 2019, mostram prevalência de obesidade em 20,3% da população adulta, e no Tocantins, observamos 25,6%, conforme o “Atlas da Obesidade do Estado do Tocantins”.

Neste contexto, é de suma importância que o Sistema Único de Saúde (SUS) e, em especial, a Atenção Primária à Saúde/Atenção Básica (APS/AB), atue no enfrentamento e controle da obesidade, principalmente no cuidado da pessoa com obesidade, pelo fato desta ser a porta de entrada dos usuários na Rede de Atenção à Saúde (RAS).

Por isso, em 2019 foi lançada a chamada pública CNPQ/MS/SAS/DAB/CGAN 28/2019, para criação do Projeto de Enfrentamento e Controle da Obesidade no âmbito do SUS nos estados brasileiros, que possui como um de seus propósitos capacitar as equipes da APS e os gestores municipais, a fim de proporcionar o melhor cuidado e tratamento da pessoa com obesidade.

Dentro desse contexto, nasceu o Projeto ECOA/SUS-Tocantins que tem como propósito atuar no enfrentamento e controle da obesidade no estado.

Desafios Da Gestão No Enfrentamento E Controle Da Obesidade contém todos os conteúdos que serão trabalhados no Curso de Qualificação dos Gestores Municipais de Saúde. Nele, abordamos as atribuições do gestor do SUS frente ao problema da obesidade e sua complexidade. Esperamos que este curso possa atender à necessidade atual e emergente da nossa população, no que se refere à crescente evolução da obesidade.

Também esperamos que o curso venha preencher uma lacuna, que é a fragmentação ou inexistência de um olhar voltado às demandas específicas da obesidade, tanto pelos profissionais de saúde, bem como pelos gestores do SUS.

Desafios Da Gestão No Enfrentamento E Controle Da Obesidade está organizado em 3 Unidades Temáticas, sendo elas:

  1. Atribuições do gestor e os impactos da obesidade na saúde pública;
  2. Gestão na Atenção Primária à Saúde;
  3. Recursos de gestão no enfrentamento e controle da obesidade.
Clique para
Baixar o PDF

Deixe uma resposta

Sônia Lopes Pinto & Outras (Orgs.) – Desafios Da Gestão No Enfrentamento E Controle Da Obesidade

Desafios Da Gestão No Enfrentamento E Controle Da Obesidade aborda as atribuições do gestor do SUS frente ao problema da obesidade.

Sônia Lopes Pinto, Bianca Dias Ferreira & Graziela Ramirez De Figueiredo (Orgs.) - Desafios Da Gestão No Enfrentamento E Controle Da Obesidade

A obesidade é um problema de saúde pública que afeta bilhões de pessoas em todo o mundo, estando presente na população independentemente da classe social, sexo e faixa etária.

No Brasil, os dados da Pesquisa Nacional de Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (VIGITEL), de 2019, mostram prevalência de obesidade em 20,3% da população adulta, e no Tocantins, observamos 25,6%, conforme o “Atlas da Obesidade do Estado do Tocantins”.

Neste contexto, é de suma importância que o Sistema Único de Saúde (SUS) e, em especial, a Atenção Primária à Saúde/Atenção Básica (APS/AB), atue no enfrentamento e controle da obesidade, principalmente no cuidado da pessoa com obesidade, pelo fato desta ser a porta de entrada dos usuários na Rede de Atenção à Saúde (RAS).

Por isso, em 2019 foi lançada a chamada pública CNPQ/MS/SAS/DAB/CGAN 28/2019, para criação do Projeto de Enfrentamento e Controle da Obesidade no âmbito do SUS nos estados brasileiros, que possui como um de seus propósitos capacitar as equipes da APS e os gestores municipais, a fim de proporcionar o melhor cuidado e tratamento da pessoa com obesidade.

Dentro desse contexto, nasceu o Projeto ECOA/SUS-Tocantins que tem como propósito atuar no enfrentamento e controle da obesidade no estado.

Desafios Da Gestão No Enfrentamento E Controle Da Obesidade contém todos os conteúdos que serão trabalhados no Curso de Qualificação dos Gestores Municipais de Saúde. Nele, abordamos as atribuições do gestor do SUS frente ao problema da obesidade e sua complexidade. Esperamos que este curso possa atender à necessidade atual e emergente da nossa população, no que se refere à crescente evolução da obesidade.

Também esperamos que o curso venha preencher uma lacuna, que é a fragmentação ou inexistência de um olhar voltado às demandas específicas da obesidade, tanto pelos profissionais de saúde, bem como pelos gestores do SUS.

Desafios Da Gestão No Enfrentamento E Controle Da Obesidade está organizado em 3 Unidades Temáticas, sendo elas:

  1. Atribuições do gestor e os impactos da obesidade na saúde pública;
  2. Gestão na Atenção Primária à Saúde;
  3. Recursos de gestão no enfrentamento e controle da obesidade.

Clique para
Baixar o PDF

Deixe uma resposta


Desenvolvido pela Quanta Comunicação