Sempreviva Organização Feminista & Colectiva XXK (Orgs.) – Juntas E Misturadas

Este texto é uma elaboração em torno de alguns desses territórios da economia feminista, entendida como uma proposta política.

Sempreviva Organização Feminista & Colectiva XXK (Orgs.) – Juntas E Misturadas: Explorando Territórios Da Economia Feminista

Neste texto, colocamos em diálogo dois olhares da economia feminista. Por um lado, o olhar da SOF, uma organização feminista do Brasil, que faz parte da Marcha Mundial das Mulheres. Pelo outro, o olhar da Colectiva XXK – Feminismos, pensamiento y acción, um projeto situado em Euskal Herria (País Basco) e no Estado espanhol que combina geração de renda e compromisso político e vital feminista. A partir dos nossos respectivos lugares no mundo, vamos construindo um território compartilhado.

A economia feminista é, para todas nós, uma ferramenta de luta para a transformação, que combina pensamento e ação e se vincula a sujeitos políticos.

Enfrentamos um sistema capitalista, racista e heteropatriarcal. A compreensão dessa imbricação orienta a nossa luta. Sabemos que esse sistema só pode ser confrontado com força por sujeitos coletivos diversos, com capacidade de compartilhar olhares, construir posicionamentos, e estratégias e colocar lutas comuns em marcha.

Para nós, a economia feminista é uma ferramenta nessa luta porque nos apoia na crítica ao sistema e oferece elementos para a nossa resistência. É fundamental nos processos de organização e educação popular, além de orientar as nossas propostas alternativas. Ela nos ajuda na construção de contra-hegemonia e de práticas feministas de transformação da economia a partir da realidade concreta.

Este texto é uma elaboração em torno de alguns desses territórios da economia feminista, entendida como uma proposta política que articula conteúdos (conceitos, análises, agenda) e formas organizativas que não dissociam o econômico e o político.

É uma proposta que precisa ter um horizonte amplo, mas, ao mesmo tempo, aterrissar em um caminho que nos permita dar passos em direção a esse horizonte – porque as vitórias, ainda que pequenas, nos fortalecem.

Hoje, talvez mais do que nunca, precisamos umas das outras. Precisamos sentir que estamos juntas e misturadas, para podermos expandir olhares e evitar que se ergam muros nos impedindo de ver que o mundo é grande e


Deixe uma resposta

Sempreviva Organização Feminista & Colectiva XXK (Orgs.) – Juntas E Misturadas

Este texto é uma elaboração em torno de alguns desses territórios da economia feminista, entendida como uma proposta política.

Sempreviva Organização Feminista & Colectiva XXK (Orgs.) - Juntas E Misturadas: Explorando Territórios Da Economia Feminista

Neste texto, colocamos em diálogo dois olhares da economia feminista. Por um lado, o olhar da SOF, uma organização feminista do Brasil, que faz parte da Marcha Mundial das Mulheres. Pelo outro, o olhar da Colectiva XXK – Feminismos, pensamiento y acción, um projeto situado em Euskal Herria (País Basco) e no Estado espanhol que combina geração de renda e compromisso político e vital feminista. A partir dos nossos respectivos lugares no mundo, vamos construindo um território compartilhado.

A economia feminista é, para todas nós, uma ferramenta de luta para a transformação, que combina pensamento e ação e se vincula a sujeitos políticos.

Enfrentamos um sistema capitalista, racista e heteropatriarcal. A compreensão dessa imbricação orienta a nossa luta. Sabemos que esse sistema só pode ser confrontado com força por sujeitos coletivos diversos, com capacidade de compartilhar olhares, construir posicionamentos, e estratégias e colocar lutas comuns em marcha.

Para nós, a economia feminista é uma ferramenta nessa luta porque nos apoia na crítica ao sistema e oferece elementos para a nossa resistência. É fundamental nos processos de organização e educação popular, além de orientar as nossas propostas alternativas. Ela nos ajuda na construção de contra-hegemonia e de práticas feministas de transformação da economia a partir da realidade concreta.

Este texto é uma elaboração em torno de alguns desses territórios da economia feminista, entendida como uma proposta política que articula conteúdos (conceitos, análises, agenda) e formas organizativas que não dissociam o econômico e o político.

É uma proposta que precisa ter um horizonte amplo, mas, ao mesmo tempo, aterrissar em um caminho que nos permita dar passos em direção a esse horizonte – porque as vitórias, ainda que pequenas, nos fortalecem.

Hoje, talvez mais do que nunca, precisamos umas das outras. Precisamos sentir que estamos juntas e misturadas, para podermos expandir olhares e evitar que se ergam muros nos impedindo de ver que o mundo é grande e


Deixe uma resposta


Desenvolvido pela Quanta Comunicação