Renato Pellegrini Morgado & Andréa Cristina Oliveira Gozetto – Guia Para A Construção De Estratégias De Advocacy

O guia traz explicações sobre os conceitos de advocacy, lobby, ativismo e políticas públicas, além de listar 10 passos para a construção de estratégias

Renato Pellegrini Morgado & Andréa Cristina Oliveira Gozetto – Guia Para A Construção De Estratégias De Advocacy: Como Influenciar Políticas Públicas

A construção de uma sociedade e um país mais justos, sustentáveis e democráticos demanda uma sociedade civil capaz de implementar estratégias efetivas de incidência nas políticas públicas ou, como definido neste guia, realizar ações de advocacy.

Influenciar políticas públicas não é algo simples, que pode ser atingindo de forma casual, sem uma estratégia bem definida e um processo de aprendizado contínuo.

A existência de uma estratégia é fundamental para que as ações tenham o maior impacto possível, além de permitir processos estruturados de monitoramento e de avaliação.

Nesse sentido, o objetivo deste guia é orientar organizações, coalizões da sociedade civil, movimentos sociais, ativistas e cidadãos(ãs) sobre o tema. Ele apresenta conceitos, diretrizes, dicas, ferramentas e métodos úteis para a elaboração, a implementação, a avaliação e o monitoramento de estratégias de advocacy.

O guia foi produzido com base na experiência do Imaflora e em documentos sobre o tema elaborados por diferentes instituições, como universidades, ONGs e organizações do sistema ONU, e poderá ser utilizado para distintas finalidades, como as seguintes:

  • Planejamento da estratégia de advocacy de uma área ou tema de atuação da organização (por exemplo, mudanças climáticas,
    direitos das mulheres, mobilidade urbana, etc.);
  • Elaboração de novas estratégias de advocacy para políticas públicas já identificadas como prioritárias;
  • Aprimoramento e revisão de estratégias de advocacy que estejam em curso;
  • Elaboração de projetos que contemplem, no todo ou em parte, ações de advocacy;
  • Formação e capacitação em advocacy.

As seções iniciais do guia são dedicadas a uma breve discussão sobre os conceitos de advocacy, lobby, ativismo e políticas públicas e descrevem a importância de se elaborar estratégias e realizar pesquisas para fins de advocacy.

Na seção 6, são apresentados os 10 passos para a construção de uma estratégia de advocacy, que contemplam os elementos centrais que precisam ser pensados e definidos para potencializar as chances de a sua organização alcançar os resultados pretendidos. Cada passo contém explicações, considerações e ao menos uma ferramenta ou método de apoio.

A seção 7 apresenta um layout que pode ser utilizado para sintetizar e melhor visualizar a sua estratégia.

No Anexo I você encontra uma breve descrição sobre o funcionamento e a divisão de poderes do Estado brasileiro, bem como sugestões de como analisar o ambiente das políticas públicas.

Por fim, o Anexo II disponibiliza o conjunto de ferramentas e métodos, apresentados ao longo da cartilha.


Deixe uma resposta

Renato Pellegrini Morgado & Andréa Cristina Oliveira Gozetto – Guia Para A Construção De Estratégias De Advocacy

O guia traz explicações sobre os conceitos de advocacy, lobby, ativismo e políticas públicas, além de listar 10 passos para a construção de estratégias

Renato Pellegrini Morgado & Andréa Cristina Oliveira Gozetto - Guia Para A Construção De Estratégias De Advocacy: Como Influenciar Políticas Públicas

A construção de uma sociedade e um país mais justos, sustentáveis e democráticos demanda uma sociedade civil capaz de implementar estratégias efetivas de incidência nas políticas públicas ou, como definido neste guia, realizar ações de advocacy.

Influenciar políticas públicas não é algo simples, que pode ser atingindo de forma casual, sem uma estratégia bem definida e um processo de aprendizado contínuo.

A existência de uma estratégia é fundamental para que as ações tenham o maior impacto possível, além de permitir processos estruturados de monitoramento e de avaliação.

Nesse sentido, o objetivo deste guia é orientar organizações, coalizões da sociedade civil, movimentos sociais, ativistas e cidadãos(ãs) sobre o tema. Ele apresenta conceitos, diretrizes, dicas, ferramentas e métodos úteis para a elaboração, a implementação, a avaliação e o monitoramento de estratégias de advocacy.

O guia foi produzido com base na experiência do Imaflora e em documentos sobre o tema elaborados por diferentes instituições, como universidades, ONGs e organizações do sistema ONU, e poderá ser utilizado para distintas finalidades, como as seguintes:

  • Planejamento da estratégia de advocacy de uma área ou tema de atuação da organização (por exemplo, mudanças climáticas,
    direitos das mulheres, mobilidade urbana, etc.);
  • Elaboração de novas estratégias de advocacy para políticas públicas já identificadas como prioritárias;
  • Aprimoramento e revisão de estratégias de advocacy que estejam em curso;
  • Elaboração de projetos que contemplem, no todo ou em parte, ações de advocacy;
  • Formação e capacitação em advocacy.

As seções iniciais do guia são dedicadas a uma breve discussão sobre os conceitos de advocacy, lobby, ativismo e políticas públicas e descrevem a importância de se elaborar estratégias e realizar pesquisas para fins de advocacy.

Na seção 6, são apresentados os 10 passos para a construção de uma estratégia de advocacy, que contemplam os elementos centrais que precisam ser pensados e definidos para potencializar as chances de a sua organização alcançar os resultados pretendidos. Cada passo contém explicações, considerações e ao menos uma ferramenta ou método de apoio.

A seção 7 apresenta um layout que pode ser utilizado para sintetizar e melhor visualizar a sua estratégia.

No Anexo I você encontra uma breve descrição sobre o funcionamento e a divisão de poderes do Estado brasileiro, bem como sugestões de como analisar o ambiente das políticas públicas.

Por fim, o Anexo II disponibiliza o conjunto de ferramentas e métodos, apresentados ao longo da cartilha.


Deixe uma resposta