Rebeca De La Rocque Palis (Coord.) – Produto Interno Bruto Dos Municípios: 2010-2014

As estimativas do Produto Interno Bruto – PIB dos Municípios são desenvolvidas desde o ano de 2000, em parceria com os Órgãos Estaduais de Estatística, Secretarias Estaduais de Governo e a Superintendência da Zona Franca de Manaus – Suframa.
O cálculo do PIB dos Municípios obedece a uma metodologia uniforme para todas as Unidades da Federação e é integrado, conceitualmente, aos procedimentos adotados no Sistema de Contas Nacionais e nas Contas Regionais do Brasil que seguem o manual internacional de contas nacionais (SNA-2008). Dessa maneira, seus resultados são coerentes e comparáveis entre si e com os resultados nacional e regional.
O cálculo do PIB dos Municípios se baseia na distribuição, entre os municípios, do valor adicionado bruto – a preços básicos –, em valores correntes das atividades econômicas, obtido pelas Contas Regionais do Brasil. O trabalho fundamenta-se na identificação de variáveis que permitam distribuir o valor adicionado bruto das atividades econômicas de cada Unidade da Federação entre seus respectivos municípios. O nível de desagregação necessário ao cálculo do PIB dos Municípios requer maior abertura das mencionadas atividades, chegando-se, especificamente na Agropecuária, no nível de produto. O ano de 2010 é o ano referência da série, tanto no Sistema de Contas Nacionais como também nas Contas Regionais e no PIB dos Municípios.


Deixe uma resposta

Rebeca De La Rocque Palis (Coord.) – Produto Interno Bruto Dos Municípios: 2010-2014

As estimativas do Produto Interno Bruto - PIB dos Municípios são desenvolvidas desde o ano de 2000, em parceria com os Órgãos Estaduais de Estatística, Secretarias Estaduais de Governo e a Superintendência da Zona Franca de Manaus - Suframa.
O cálculo do PIB dos Municípios obedece a uma metodologia uniforme para todas as Unidades da Federação e é integrado, conceitualmente, aos procedimentos adotados no Sistema de Contas Nacionais e nas Contas Regionais do Brasil que seguem o manual internacional de contas nacionais (SNA-2008). Dessa maneira, seus resultados são coerentes e comparáveis entre si e com os resultados nacional e regional.
O cálculo do PIB dos Municípios se baseia na distribuição, entre os municípios, do valor adicionado bruto – a preços básicos –, em valores correntes das atividades econômicas, obtido pelas Contas Regionais do Brasil. O trabalho fundamenta-se na identificação de variáveis que permitam distribuir o valor adicionado bruto das atividades econômicas de cada Unidade da Federação entre seus respectivos municípios. O nível de desagregação necessário ao cálculo do PIB dos Municípios requer maior abertura das mencionadas atividades, chegando-se, especificamente na Agropecuária, no nível de produto. O ano de 2010 é o ano referência da série, tanto no Sistema de Contas Nacionais como também nas Contas Regionais e no PIB dos Municípios.


Deixe uma resposta


Desenvolvido pela Quanta Comunicação