Plinio Junqu Smith – Ceticismo

O ceticismo é um dos principais assuntos filosóficos da atualidade. Vivemos uma época em que muitas crenças são questionadas, que sobre tudo se discute e que desconfia de verdades absolutas e eternas. Historicamente, a liberdade de pensamento favoreceu o surgimento e desenvolvimento do ceticismo. Seu ambiente natural é uma sociedade democrática, pluralista e tolerante, na qual as diversas culturas possam conviver pacificamente. Por isso, os céticos rejeitam sociedades ou instituições autoritárias, em que uma única linha de pensamento é imposta a todos, deixando pouco espaço para a reflexão crítica.
A investigação filosófica tem por objetivo a descoberta da verdade. Em geral, uma filosofia caracteriza-se por ser um discurso teórico, por suas teses e afirmações a respeito do mundo. Os filósofos pretendem que esse discurso seja um conhecimento do mundo diferente dos conhecimentos comuns e científicos. Enquanto estes são inseguros ou hipotéticos, aquele seria absolutamente certo, revelando uma verdade inquestionável. Filosofias com essa característica são chamadas de filosofias dogmáticas.
O ceticismo, no entanto, é um tipo particular de filosofia, pois não é constituído por um conjunto de teses sobre as coisas, nem pretende ser um conhecimento. A característica principal do cético é manter uma atitude crítica diante da pretensão dogmática de ter descoberto a verdade. Desconfiar das afirmações precipitadas desses filósofos e questionar suas teses são a sua marca registrada. É por isso que o ceticismo é uma forma atual de filosofar.


Deixe uma resposta

Plinio Junqu Smith – Ceticismo

O ceticismo é um dos principais assuntos filosóficos da atualidade. Vivemos uma época em que muitas crenças são questionadas, que sobre tudo se discute e que desconfia de verdades absolutas e eternas. Historicamente, a liberdade de pensamento favoreceu o surgimento e desenvolvimento do ceticismo. Seu ambiente natural é uma sociedade democrática, pluralista e tolerante, na qual as diversas culturas possam conviver pacificamente. Por isso, os céticos rejeitam sociedades ou instituições autoritárias, em que uma única linha de pensamento é imposta a todos, deixando pouco espaço para a reflexão crítica.
A investigação filosófica tem por objetivo a descoberta da verdade. Em geral, uma filosofia caracteriza-se por ser um discurso teórico, por suas teses e afirmações a respeito do mundo. Os filósofos pretendem que esse discurso seja um conhecimento do mundo diferente dos conhecimentos comuns e científicos. Enquanto estes são inseguros ou hipotéticos, aquele seria absolutamente certo, revelando uma verdade inquestionável. Filosofias com essa característica são chamadas de filosofias dogmáticas.
O ceticismo, no entanto, é um tipo particular de filosofia, pois não é constituído por um conjunto de teses sobre as coisas, nem pretende ser um conhecimento. A característica principal do cético é manter uma atitude crítica diante da pretensão dogmática de ter descoberto a verdade. Desconfiar das afirmações precipitadas desses filósofos e questionar suas teses são a sua marca registrada. É por isso que o ceticismo é uma forma atual de filosofar.


Deixe uma resposta


Desenvolvido pela Quanta Comunicação