Pedro Duarte – Estio Do Tempo: Romantismo E Estética Moderna

Época – virada alemã entre os séculos XVIII e XIX, ‘a época de Goethe e Schiller’. Sob a contestação da hegemonia do Iluminismo e do classicismo, alguns jovens pensadores – como os irmãos Schlegel, Novalis e, a seu modo, Hölderlin – sugeriam, já àquela altura, um caminho diferente para a modernidade que nascia. Os românticos acreditavam que a arte podia dar à filosofia caminhos para chegar às questões essenciais e promoveram uma proximidade entre estas duas áreas nunca antes vista na história. O autor traça nesta obra o percurso dessa relação amorosa e procura revelar a importância dos primeiros românticos alemães na história do pensamento.


Deixe uma resposta

Pedro Duarte – Estio Do Tempo: Romantismo E Estética Moderna

Época - virada alemã entre os séculos XVIII e XIX, 'a época de Goethe e Schiller'. Sob a contestação da hegemonia do Iluminismo e do classicismo, alguns jovens pensadores - como os irmãos Schlegel, Novalis e, a seu modo, Hölderlin - sugeriam, já àquela altura, um caminho diferente para a modernidade que nascia. Os românticos acreditavam que a arte podia dar à filosofia caminhos para chegar às questões essenciais e promoveram uma proximidade entre estas duas áreas nunca antes vista na história. O autor traça nesta obra o percurso dessa relação amorosa e procura revelar a importância dos primeiros românticos alemães na história do pensamento.


Deixe uma resposta


Desenvolvido pela Quanta Comunicação