Paulo Junior Trindade Dos Santos & Outros – Constitucionalização Do Direito Processual

Constitucionalização Do Direito Processual é fruto de várias pesquisas realizadas junto ao Programa de Pós-Graduação em Direito da Unoesc.

Paulo Junior Trindade Dos Santos, Cristhian Magnus De Marco & Gabriela Samrsla Moller – Constitucionalização Do Direito Processual: Entre (Des)Leituras E Possibilidades Contextuais Para O Direito

O livro, chama-se Constitucionalização Do Direito Processual: Entre (Des)Leituras E Possibilidades Contextuais Para O Direito, e junto aos seus diversos textos, os quais visam proporcionar aos leitores a apresentação, construção e o desenvolvimento de estudos, aqueles que iniciaram e fizeram nascer uma “filosofia do direito processual”, demarcado este livro é pela epistemologia jurídica constitucional (como teoria do conhecimento), voltada à ampla proteção e efetivação de direitos fundamentais, apresentando ainda, vários textos que seguem essa episteme do direito, destaca-se, que veio a utilizar para tais estudos metodologia científica do (des)construtivismo, justificando-se pela hermenêutica-fenomenológica da percepção (oportunizando a interação entre texto e contexto, pela via da ontologia existencial), com o fim de explorar a existência, seguindo o norte do reconhecimento do humano constituindo-se em plena existência ao direito.

Importante destacar, que o trabalho é fruto de várias pesquisas realizadas junto ao Programa de Pós-Graduação em Direito da Unoesc, que detém concentração em direitos fundamentais, e neste norte segue a construção e desenvolvimento de um processo como garantia de proteção de direitos fundamentais e impulsionador da democracia participativa, processo este voltado a efetivação e concretização de direitos. Segue a construção de um processo como direito para o reconhecimento autêntico do direito pela profícua relação e interação entre texto e contexto.

E ainda, os estudos visam o fortalecimento e a cooperação institucional, e ainda, tem como intuito a busca para com a consolidação de pesquisas e aproximar o diálogo de saberes entre as disciplinas de ambos os professores, assim seguindo o exemplo do fortalecimento das pesquisas entre o Professor Cristhian Magnus De Marco e da Professora Gabriela Moller, que juntamente com os meus estudos, e que tem-se como ponto em comum o grupo de estudos em “Desenvolvimento Local e Cidadania Participativa”.


Deixe uma resposta

Paulo Junior Trindade Dos Santos & Outros – Constitucionalização Do Direito Processual

Constitucionalização Do Direito Processual é fruto de várias pesquisas realizadas junto ao Programa de Pós-Graduação em Direito da Unoesc.

Paulo Junior Trindade Dos Santos, Cristhian Magnus De Marco & Gabriela Samrsla Moller - Constitucionalização Do Direito Processual: Entre (Des)Leituras E Possibilidades Contextuais Para O Direito

O livro, chama-se Constitucionalização Do Direito Processual: Entre (Des)Leituras E Possibilidades Contextuais Para O Direito, e junto aos seus diversos textos, os quais visam proporcionar aos leitores a apresentação, construção e o desenvolvimento de estudos, aqueles que iniciaram e fizeram nascer uma “filosofia do direito processual”, demarcado este livro é pela epistemologia jurídica constitucional (como teoria do conhecimento), voltada à ampla proteção e efetivação de direitos fundamentais, apresentando ainda, vários textos que seguem essa episteme do direito, destaca-se, que veio a utilizar para tais estudos metodologia científica do (des)construtivismo, justificando-se pela hermenêutica-fenomenológica da percepção (oportunizando a interação entre texto e contexto, pela via da ontologia existencial), com o fim de explorar a existência, seguindo o norte do reconhecimento do humano constituindo-se em plena existência ao direito.

Importante destacar, que o trabalho é fruto de várias pesquisas realizadas junto ao Programa de Pós-Graduação em Direito da Unoesc, que detém concentração em direitos fundamentais, e neste norte segue a construção e desenvolvimento de um processo como garantia de proteção de direitos fundamentais e impulsionador da democracia participativa, processo este voltado a efetivação e concretização de direitos. Segue a construção de um processo como direito para o reconhecimento autêntico do direito pela profícua relação e interação entre texto e contexto.

E ainda, os estudos visam o fortalecimento e a cooperação institucional, e ainda, tem como intuito a busca para com a consolidação de pesquisas e aproximar o diálogo de saberes entre as disciplinas de ambos os professores, assim seguindo o exemplo do fortalecimento das pesquisas entre o Professor Cristhian Magnus De Marco e da Professora Gabriela Moller, que juntamente com os meus estudos, e que tem-se como ponto em comum o grupo de estudos em “Desenvolvimento Local e Cidadania Participativa”.


Deixe uma resposta


Desenvolvido pela Quanta Comunicação