Neil Franco – Entre As Fronteiras Do Gênero E Das Sexualidades

Entre As Fronteiras Do Gênero E Das Sexualidades versa sobre travessias de pessoas travestis, transexuais e transgêneros brasileiras.

Neil Franco – Entre As Fronteiras Do Gênero E Das Sexualidades: Professoras Travestis, Transexuais E Transgêneros Brasileiras

Entre As Fronteiras Do Gênero E Das Sexualidades versa sobre travessias de pessoas travestis, transexuais e transgêneros brasileiras. Algumas travessias das quais estive bem próximo e outras várias que me foram relatadas por essas pessoas em nossos encontros por diversos lugares por onde andei.

Por meio dessas viagens, tentei desvendar os caminhos percorridos e os obstáculos enfrentados por professoras trans brasileiras durante seu processo de escolarização e inserção na carreira docente.

Minhas procuras permitiram identificar, por exemplo, a inserção de Bruna Oliveira na carreira docente no ano de 1991, no Estado de Sergipe, via aprovação em concurso público e, destacando seu relato: “Entrou pelo concurso uma travesti e não um gay que se transformou enquanto estava trabalhando”.

No entanto, a visibilidade desse fenômeno aconteceu de forma mais latente e impactante na primeira década do século XXI. Junto ao processo de visibilidade desses sujeitos, identificamos a estruturação de iniciativas governamentais que tangenciam sobre a questão da inserção de pessoas trans no campo educacional.

Abrangendo o contexto mais amplo da comunidade LGBT, destacam-se o Programa Brasil sem homofobia, o Plano Nacional de Direitos Humanos II e o Plano Nacional de Educação em Direitos Humanos.

Buscando compreender as travessias das docentes trans, Entre As Fronteiras Do Gênero E Das Sexualidades está, assim, estruturado por uma Introdução, na qual exponho conceitos básicos necessários à compressão do tema em questão, assim como apresento os caminhos metodológicos percorridos para alcançar os objetivos propostos.

Ancorado numa metodologia investigativa inspirada nas teorias pós-críticas, descrevo e contextualizo sobre a escolha e construção das fontes que estruturaram o estudo, assim como o entrecruzar dessas fontes possibilitaram atribuições de sentidos e significados ao tema em foco. Apresento o roteiro da viagem.

Na sequência apresento, em quatro capítulos, aspectos por mim considerados como fundamentais para a abordagem do referido assunto. Primeiramente, o referencial teórico se entrelaça a um breve histórico da constituição das identidades homossexual, travesti, transexual e transgênero. Partindo de atravessamentos identitários, encontro na teoria queer o referencial que possibilitou a proximidade desses atravessamentos com a Educação.


Deixe uma resposta

Neil Franco – Entre As Fronteiras Do Gênero E Das Sexualidades

Entre As Fronteiras Do Gênero E Das Sexualidades versa sobre travessias de pessoas travestis, transexuais e transgêneros brasileiras.

Neil Franco - Entre As Fronteiras Do Gênero E Das Sexualidades: Professoras Travestis, Transexuais E Transgêneros Brasileiras

Entre As Fronteiras Do Gênero E Das Sexualidades versa sobre travessias de pessoas travestis, transexuais e transgêneros brasileiras. Algumas travessias das quais estive bem próximo e outras várias que me foram relatadas por essas pessoas em nossos encontros por diversos lugares por onde andei.

Por meio dessas viagens, tentei desvendar os caminhos percorridos e os obstáculos enfrentados por professoras trans brasileiras durante seu processo de escolarização e inserção na carreira docente.

Minhas procuras permitiram identificar, por exemplo, a inserção de Bruna Oliveira na carreira docente no ano de 1991, no Estado de Sergipe, via aprovação em concurso público e, destacando seu relato: “Entrou pelo concurso uma travesti e não um gay que se transformou enquanto estava trabalhando”.

No entanto, a visibilidade desse fenômeno aconteceu de forma mais latente e impactante na primeira década do século XXI. Junto ao processo de visibilidade desses sujeitos, identificamos a estruturação de iniciativas governamentais que tangenciam sobre a questão da inserção de pessoas trans no campo educacional.

Abrangendo o contexto mais amplo da comunidade LGBT, destacam-se o Programa Brasil sem homofobia, o Plano Nacional de Direitos Humanos II e o Plano Nacional de Educação em Direitos Humanos.

Buscando compreender as travessias das docentes trans, Entre As Fronteiras Do Gênero E Das Sexualidades está, assim, estruturado por uma Introdução, na qual exponho conceitos básicos necessários à compressão do tema em questão, assim como apresento os caminhos metodológicos percorridos para alcançar os objetivos propostos.

Ancorado numa metodologia investigativa inspirada nas teorias pós-críticas, descrevo e contextualizo sobre a escolha e construção das fontes que estruturaram o estudo, assim como o entrecruzar dessas fontes possibilitaram atribuições de sentidos e significados ao tema em foco. Apresento o roteiro da viagem.

Na sequência apresento, em quatro capítulos, aspectos por mim considerados como fundamentais para a abordagem do referido assunto. Primeiramente, o referencial teórico se entrelaça a um breve histórico da constituição das identidades homossexual, travesti, transexual e transgênero. Partindo de atravessamentos identitários, encontro na teoria queer o referencial que possibilitou a proximidade desses atravessamentos com a Educação.


Deixe uma resposta


Desenvolvido pela Quanta Comunicação