Maurício Ayer (Org.) – Conhecimento E Cidadania: Tecnologia Social

A série Conhecimento e Cidadania, que se inicia com este caderno, tem como objetivo ampliar o debate sobre Ciência, Tecnologia, Inovação e Sociedade. Neste primeiro número, procuramos explicitar os diversos aspectos envolvidos na Tecnologia Social (TS), inspirando-nos em reflexões construídas em anos de parceria com organizações da sociedade civil brasileira; inspirando-nos também em práticas de TS desenvolvidas pelo Instituto de Tecnologia Social (ITS) ou por organizações parceiras. Nos próximos números, trataremos de temas como as estratégias de TS inseridas em processos de Desenvolvimento Local Participativo e Sustentável, Agricultura Familiar, Educação e Ajudas Técnicas/Políticas Assistivas.
É assim que, articulando centenas de pessoas e dezenas de ONGs e com o apoio do MCT, o ITS identifica, pesquisa e divulga experiências construídas no diálogo permanente entre comunidades organizadas e pesquisadores científicos, lideranças populares e universidades. É na atitude dialógica do saber acadêmico com o saber popular que os diferentes atores sociais aprendem a ser, a conhecer e a fazer, enfrentando os desafios da realidade. E, como diz Elen Geraldes, “não há retorno possível: ao experimentar um saber plural fecundado pelo cotidiano, a universidade se humaniza… Que os clássicos sejam lidos e que a história seja vivida; sem hierarquias”.
Colocar C&T a serviço da vida, fazer acontecer o desenvolvimento social e humano, aproximar os problemas das soluções. Esse é o nosso propósito ao partilhar com vocês este registro de Tecnologia Social, que está aberto a contribuições, críticas e sugestões.


Deixe uma resposta

Maurício Ayer (Org.) – Conhecimento E Cidadania: Tecnologia Social

A série Conhecimento e Cidadania, que se inicia com este caderno, tem como objetivo ampliar o debate sobre Ciência, Tecnologia, Inovação e Sociedade. Neste primeiro número, procuramos explicitar os diversos aspectos envolvidos na Tecnologia Social (TS), inspirando-nos em reflexões construídas em anos de parceria com organizações da sociedade civil brasileira; inspirando-nos também em práticas de TS desenvolvidas pelo Instituto de Tecnologia Social (ITS) ou por organizações parceiras. Nos próximos números, trataremos de temas como as estratégias de TS inseridas em processos de Desenvolvimento Local Participativo e Sustentável, Agricultura Familiar, Educação e Ajudas Técnicas/Políticas Assistivas.
É assim que, articulando centenas de pessoas e dezenas de ONGs e com o apoio do MCT, o ITS identifica, pesquisa e divulga experiências construídas no diálogo permanente entre comunidades organizadas e pesquisadores científicos, lideranças populares e universidades. É na atitude dialógica do saber acadêmico com o saber popular que os diferentes atores sociais aprendem a ser, a conhecer e a fazer, enfrentando os desafios da realidade. E, como diz Elen Geraldes, “não há retorno possível: ao experimentar um saber plural fecundado pelo cotidiano, a universidade se humaniza... Que os clássicos sejam lidos e que a história seja vivida; sem hierarquias”.
Colocar C&T a serviço da vida, fazer acontecer o desenvolvimento social e humano, aproximar os problemas das soluções. Esse é o nosso propósito ao partilhar com vocês este registro de Tecnologia Social, que está aberto a contribuições, críticas e sugestões.


Deixe uma resposta


Desenvolvido pela Quanta Comunicação