Marisa Martins Gama-Khalil & Outros (Orgs.) – Espacialidades Metaempíricas

Este livro reúne as comunicações orais apresentadas no simpósio Espacialidades Metaempíricas: Do Insólito Ao Monstruoso

Marisa Martins Gama-Khalil, Ana Paula Silva & Bruno Silva De Oliveira (Orgs.) – Espacialidades Metaempíricas: Do Insólito Ao Monstruoso

Este livro reúne as comunicações orais apresentadas no simpósio Espacialidades Metaempíricas: Do Insólito Ao Monstruoso durante o IV Congresso Internacional “Vertentes do Insólito Ficcional”. Os textos presentes nesta obra pautam pelas relações plausíveis entre as representações do espaço ficcional e as manifestações metaempíricas na narrativa fantástica.

Em primeiro lugar, esclarecemos que consideramos a literatura fantástica pela perspectiva modal e, nesse sentido, o simpósio agregou enfoques de modalidades diversas, como a do fantástico puro (na concepção todoroviana), do maravilhoso, do estranho, da fantasia, do gótico, da ficção científica, entre outras.

Em segundo lugar, pontuamos que a noção de metaempírico, advinda dos estudos de Filipe Furtado, agrega elementos/acontecimentos seja da ordem do sobrenatural, seja da ordem do inexplicável, porque, ainda que mantenham uma base comum com os princípios ordenadores do mundo empírico, mantêm-se inexplicáveis e geram um efeito insólito.

Reunimos trabalhos que procuraram problematizar como as espacialidades narrativas (cenário, corpos, objetos etc.) são responsáveis pela irrupção do insólito e como elas podem ser monstruosas.


Deixe uma resposta

Marisa Martins Gama-Khalil & Outros (Orgs.) – Espacialidades Metaempíricas

Este livro reúne as comunicações orais apresentadas no simpósio Espacialidades Metaempíricas: Do Insólito Ao Monstruoso

Marisa Martins Gama-Khalil, Ana Paula Silva & Bruno Silva De Oliveira (Orgs.) - Espacialidades Metaempíricas: Do Insólito Ao Monstruoso

Este livro reúne as comunicações orais apresentadas no simpósio Espacialidades Metaempíricas: Do Insólito Ao Monstruoso durante o IV Congresso Internacional “Vertentes do Insólito Ficcional”. Os textos presentes nesta obra pautam pelas relações plausíveis entre as representações do espaço ficcional e as manifestações metaempíricas na narrativa fantástica.

Em primeiro lugar, esclarecemos que consideramos a literatura fantástica pela perspectiva modal e, nesse sentido, o simpósio agregou enfoques de modalidades diversas, como a do fantástico puro (na concepção todoroviana), do maravilhoso, do estranho, da fantasia, do gótico, da ficção científica, entre outras.

Em segundo lugar, pontuamos que a noção de metaempírico, advinda dos estudos de Filipe Furtado, agrega elementos/acontecimentos seja da ordem do sobrenatural, seja da ordem do inexplicável, porque, ainda que mantenham uma base comum com os princípios ordenadores do mundo empírico, mantêm-se inexplicáveis e geram um efeito insólito.

Reunimos trabalhos que procuraram problematizar como as espacialidades narrativas (cenário, corpos, objetos etc.) são responsáveis pela irrupção do insólito e como elas podem ser monstruosas.


Deixe uma resposta


Desenvolvido pela Quanta Comunicação