Mário Gaudêncio & Maria Elizabeth Baltar Carneiro De Albuquerque (Org.) – Criação Intelectual Na Comunicação Científica

A obra tem como finalidade ser um guia de bolso para refletir e orientar a comunidade científica frente ao processo de criação intelectual.

Mário Gaudêncio & Maria Elizabeth Baltar Carneiro De Albuquerque (Org.) – Criação Intelectual Na Comunicação Científica: Reflexões E Orientações

A obra tem como finalidade básica ser um guia de bolso para refletir e orientar a comunidade científica frente ao processo de criação intelectual. Criação Intelectual Na Comunicação Científica: Reflexões E Orientações prima essencialmente por apresentar dicas e cuidados em relação à dinâmica da vida universitária, em especial ao que tange o ato de escrever e comunicar a ciência em todas as suas dimensões.

Este livro é em sua totalidade o resultado de esforços de vários pesquisadores brasileiros que têm feito investigações em várias frentes de trabalho no sentido de contribuir para uma cientificidade mais forte e pujante no cenário nacional.

Partindo de suas pesquisas, percorreram as etapas da comunicação científica todas elas situadas no coração da ciência. Cuidaram das mudanças que os novos tempos trazem e que interferem positivamente nos campos de pesquisa e, finalmente, colocam a público suas reflexões.

Dessa forma, cumprem a ação mais bela de todo o fluxo. Fazem valer o contrato social. Vocês estiveram numa universidade pública. Alguns ainda estão. Outros voltarão a ela brevemente. É ela financiada por meio dos impostos arrecadados dos cidadãos, muitos dos quais nem os conhecem, mas financiaram seus estudos e suas pesquisas.

É chegada a hora de dizer para eles e para toda a sociedade o que vieram fazer aqui, disponibilizando para quantos queiram e desejem se inteirar do que produziram, deixando seus produtos para que outros possam começar de onde pararam, se assim o desejarem.

Ao pensar a aventura do passado e do presente de vocês, ou da humanidade, desejo que cada etapa e suas previsões de futuro sejam plenas de estradas. Mia Couto, autor moçambicano, diz que o que faz andar a estrada é o sonho. Para ele, enquanto a gente sonhar, a estrada – ou a via para o futuro – permanecerá viva, pois é para isso que servem os caminhos: para nos fazerem parentes do futuro. Sonhem e busquem realizar os sonhos de pesquisa, de outros livros, de outros cursos.

Clique para
Baixar o PDF

Deixe uma resposta

Mário Gaudêncio & Maria Elizabeth Baltar Carneiro De Albuquerque (Org.) – Criação Intelectual Na Comunicação Científica

A obra tem como finalidade ser um guia de bolso para refletir e orientar a comunidade científica frente ao processo de criação intelectual.

Mário Gaudêncio & Maria Elizabeth Baltar Carneiro De Albuquerque (Org.) - Criação Intelectual Na Comunicação Científica: Reflexões E Orientações

A obra tem como finalidade básica ser um guia de bolso para refletir e orientar a comunidade científica frente ao processo de criação intelectual. Criação Intelectual Na Comunicação Científica: Reflexões E Orientações prima essencialmente por apresentar dicas e cuidados em relação à dinâmica da vida universitária, em especial ao que tange o ato de escrever e comunicar a ciência em todas as suas dimensões.

Este livro é em sua totalidade o resultado de esforços de vários pesquisadores brasileiros que têm feito investigações em várias frentes de trabalho no sentido de contribuir para uma cientificidade mais forte e pujante no cenário nacional.

Partindo de suas pesquisas, percorreram as etapas da comunicação científica todas elas situadas no coração da ciência. Cuidaram das mudanças que os novos tempos trazem e que interferem positivamente nos campos de pesquisa e, finalmente, colocam a público suas reflexões.

Dessa forma, cumprem a ação mais bela de todo o fluxo. Fazem valer o contrato social. Vocês estiveram numa universidade pública. Alguns ainda estão. Outros voltarão a ela brevemente. É ela financiada por meio dos impostos arrecadados dos cidadãos, muitos dos quais nem os conhecem, mas financiaram seus estudos e suas pesquisas.

É chegada a hora de dizer para eles e para toda a sociedade o que vieram fazer aqui, disponibilizando para quantos queiram e desejem se inteirar do que produziram, deixando seus produtos para que outros possam começar de onde pararam, se assim o desejarem.

Ao pensar a aventura do passado e do presente de vocês, ou da humanidade, desejo que cada etapa e suas previsões de futuro sejam plenas de estradas. Mia Couto, autor moçambicano, diz que o que faz andar a estrada é o sonho. Para ele, enquanto a gente sonhar, a estrada - ou a via para o futuro - permanecerá viva, pois é para isso que servem os caminhos: para nos fazerem parentes do futuro. Sonhem e busquem realizar os sonhos de pesquisa, de outros livros, de outros cursos.

Clique para
Baixar o PDF

Deixe uma resposta


Desenvolvido pela Quanta Comunicação