Maiky Da Silva – Risco Escuro Na Claridade

Risco Escuro na Claridade conta a história de um jovem que ao se sentir desamparado no mundo, decide dramatizar uma loucura.

Maiky Da Silva – Risco Escuro Na Claridade Ou Cartas Que Não São Cartas

Risco Escuro Na Claridade conta a história de um jovem que ao se sentir desamparado no mundo, decide dramatizar uma loucura. Porém ao se ver preso na imagem que criou de si mesmo, ele começa a questionar-se e a encarar o mundo de uma maneira ora clara, ora vertiginosa. Assim, acaba por ficar frente a frente com sua consciência, caminho esse, sempre sem volta.

A seguir, algumas opiniões sobre leitores que resenharam a obra:

“Mais tarde naquele dia eu estaria sentada no sofá, Kindle na mão, olhar vago, tentando entender como as 35 páginas que eu li passavam a sensação de que eu tinha lido um senhor calhamaço.

Relatei rapidinho a história pra minha mãe, que ficou tão atônita quanto eu e que teceu comentários e teve reflexões diferentes das minhas. Característica de um grande (pequeno!) livro, queridos. Vamos a ele!

A obra é separada por cartas (que não são cartas) e na primeira você se depara com um narrador extremamente sincero e objetivo que vai te contar, em primeira pessoa, na frase inaugural do livro: “Decidi ser louco num sábado qualquer, num dia ordinário, numa data comum”. É a sentença inicial que sustenta de forma muito poderosa todo o livro.

[…]
Não é pra ser imaculado, romântico, ilibado. É pra ser real, real como eu e você e como os percalços que a gente estava falando no começo desse post. Só que sem a parte do amparo. E é por isso que ele vai buscar amparo em si, cria uma figura de si através da dramatização da loucura que realmente escarnece aquele espetáculo desastroso que era a sua vida.

Só que além daquele episódio possibilitar um encontro com sua própria consciência, revela aspectos muito peculiares e incrivelmente primitivos das pessoas que vivem com ele e que vão lidar com o momento de loucura.

Digo primitivo, nesse caso como sinônimo de cruel, para enfatizar características como as que William Golding descreveu para as crianças em O Senhor das Moscas e como as que Kafka descreveu para a família de Gregor Samsa e para a sua própria família.”

Contato com o autor:
[email protected]
instagram.com/maiky.s/

O arquivo deste ebook nos foi enviado pelo autor, a quem agradecemos por compartilhar seu livro com todos os nossos visitantes.


Deixe uma resposta

Maiky Da Silva – Risco Escuro Na Claridade

Risco Escuro na Claridade conta a história de um jovem que ao se sentir desamparado no mundo, decide dramatizar uma loucura.

Maiky Da Silva - Risco Escuro Na Claridade Ou Cartas Que Não São Cartas

Risco Escuro Na Claridade conta a história de um jovem que ao se sentir desamparado no mundo, decide dramatizar uma loucura. Porém ao se ver preso na imagem que criou de si mesmo, ele começa a questionar-se e a encarar o mundo de uma maneira ora clara, ora vertiginosa. Assim, acaba por ficar frente a frente com sua consciência, caminho esse, sempre sem volta.

A seguir, algumas opiniões sobre leitores que resenharam a obra:

“Mais tarde naquele dia eu estaria sentada no sofá, Kindle na mão, olhar vago, tentando entender como as 35 páginas que eu li passavam a sensação de que eu tinha lido um senhor calhamaço.

Relatei rapidinho a história pra minha mãe, que ficou tão atônita quanto eu e que teceu comentários e teve reflexões diferentes das minhas. Característica de um grande (pequeno!) livro, queridos. Vamos a ele!

A obra é separada por cartas (que não são cartas) e na primeira você se depara com um narrador extremamente sincero e objetivo que vai te contar, em primeira pessoa, na frase inaugural do livro: "Decidi ser louco num sábado qualquer, num dia ordinário, numa data comum". É a sentença inicial que sustenta de forma muito poderosa todo o livro.

[…]
Não é pra ser imaculado, romântico, ilibado. É pra ser real, real como eu e você e como os percalços que a gente estava falando no começo desse post. Só que sem a parte do amparo. E é por isso que ele vai buscar amparo em si, cria uma figura de si através da dramatização da loucura que realmente escarnece aquele espetáculo desastroso que era a sua vida.

Só que além daquele episódio possibilitar um encontro com sua própria consciência, revela aspectos muito peculiares e incrivelmente primitivos das pessoas que vivem com ele e que vão lidar com o momento de loucura.

Digo primitivo, nesse caso como sinônimo de cruel, para enfatizar características como as que William Golding descreveu para as crianças em O Senhor das Moscas e como as que Kafka descreveu para a família de Gregor Samsa e para a sua própria família.”

Contato com o autor:
[email protected]
instagram.com/maiky.s/

O arquivo deste ebook nos foi enviado pelo autor, a quem agradecemos por compartilhar seu livro com todos os nossos visitantes.


Deixe uma resposta