José Nicolau Gregorin Filho, Patrícia Kátia Da Costa Pina & Regina Da Silva Michelli (Orgs.) – A Literatura Infantil E Juvenil Hoje

É imenso e multifacetado o universo da literatura infantil e juvenil. No Brasil, a produção cultural para a infância e juventude, em especial a literária, cresceu exponencialmente a partir de 1970. Cresceu em quantidade e qualidade, tornando cada vez mais refinado o vasto menu de obras. Vale lembrar que tal refinamento, tendo como norte o respeito ao imaginário infanto-juvenil, encontra em Monteiro Lobato o seu artesão primeiro e maior. Minhas lutas em prol da democratização da leitura no país tiveram início em 1972, logo depois que João Carlos Marinho escrevera a obra “O Caneco de Prata” (1971), tida por muitos estudiosos como o marco principal do movimento de renovação da literatura infantil brasileira na era pós-Lobato. Por isso mesmo, como pesquisador das práticas de leitura, venho acompanhando a produção dentro dos limites de minhas possibilidades e sempre muito frustrado por não ser capaz de acompanhar a verdadeira avalanche de lançamentos dessa área.


Deixe uma resposta

José Nicolau Gregorin Filho, Patrícia Kátia Da Costa Pina & Regina Da Silva Michelli (Orgs.) – A Literatura Infantil E Juvenil Hoje

É imenso e multifacetado o universo da literatura infantil e juvenil. No Brasil, a produção cultural para a infância e juventude, em especial a literária, cresceu exponencialmente a partir de 1970. Cresceu em quantidade e qualidade, tornando cada vez mais refinado o vasto menu de obras. Vale lembrar que tal refinamento, tendo como norte o respeito ao imaginário infanto-juvenil, encontra em Monteiro Lobato o seu artesão primeiro e maior. Minhas lutas em prol da democratização da leitura no país tiveram início em 1972, logo depois que João Carlos Marinho escrevera a obra "O Caneco de Prata" (1971), tida por muitos estudiosos como o marco principal do movimento de renovação da literatura infantil brasileira na era pós-Lobato. Por isso mesmo, como pesquisador das práticas de leitura, venho acompanhando a produção dentro dos limites de minhas possibilidades e sempre muito frustrado por não ser capaz de acompanhar a verdadeira avalanche de lançamentos dessa área.


Deixe uma resposta


Desenvolvido pela Quanta Comunicação