José Leandro Silva Rocha – Aprendizagem Criativa De Piano Em Grupo

Aprendizagem criativa de piano em grupo nos apresenta um grande desafio: articular os campos teóricos da aprendizagem criativa, da formação de professores e do ensino de piano em grupo. Esses três eixos, que conduzem a construção da pesquisa, estão presentes também nas trajetórias criativo-musicais do autor da obra, José Leandro Silva Rocha, enquanto músico-pianista, músico-professor e músico-compositor. A combinação desses eixos resulta em várias camadas que sustentam e oferecem diferentes perspectivas à pesquisa, e cada uma delas pode ser colocada em destaque ou ao fundo, permitindo uma diversidade de olhares para o trabalho.
O livro nos brinda com uma cuidadosa revisão bibliográfica no campo da aprendizagem criativa e suas interlocuções com pesquisas sobre o ensino de piano em grupo no ensino superior. Nesse caminho, o autor estabelece relações entre esses campos, construindo a argumentação que sustenta o trabalho. Destaca-se o olhar para a criatividade na educação musical, que percorre os conceitos de composição, de práticas criativas e de aprendizagem criativa, associados aos processos de ensino e aprendizagem de piano em grupo.
Os tempos da pesquisa são apresentados com musicalidade nos movimentos allegro, adagio, moderato e presto, em desenho metodológico que articula os processos de problematização, realização e avaliação que caracterizam a pesquisa-ação.
O planejamento e as atividades estão descritos com detalhes e trabalham as práticas criativas de modos muito variados, explorando o tocar de ouvido e por partitura, a improvisação, a elaboração de arranjos e composições, as atividades de exploração, a imitação, o registro, entre outros. Dessa maneira, conteúdos musicais e técnicos são abordados de diferentes maneiras, o que potencializa e enriquece as aprendizagens.
Na sequência, a discussão sobre as ações pedagógicas da pesquisa é ampliada, com foco em compreender a perspectiva dos estudantes no processo da aprendizagem criativa e as contribuições à formação de professores. Vale destacar o exercício criativo do autor na análise dos dados e no diálogo com o referencial teórico, com um olhar que recria e reinventa relações e entendimentos. Em especial, o “Ciclo criativo de formação em música” apresenta contribuição teórica significativa para a área de educação musical e para os estudos sobre a aprendizagem criativa, além de trazer interessantes projeções para pesquisas futuras.


Deixe uma resposta

José Leandro Silva Rocha – Aprendizagem Criativa De Piano Em Grupo

Aprendizagem criativa de piano em grupo nos apresenta um grande desafio: articular os campos teóricos da aprendizagem criativa, da formação de professores e do ensino de piano em grupo.

Esses três eixos, que conduzem a construção da pesquisa, estão presentes também nas trajetórias criativo-musicais do autor da obra, José Leandro Silva Rocha, enquanto músico-pianista, músico-professor e músico-compositor. A combinação desses eixos resulta em várias camadas que sustentam e oferecem diferentes perspectivas à pesquisa, e cada uma delas pode ser colocada em destaque ou ao fundo, permitindo uma diversidade de olhares para o trabalho.
O livro nos brinda com uma cuidadosa revisão bibliográfica no campo da aprendizagem criativa e suas interlocuções com pesquisas sobre o ensino de piano em grupo no ensino superior. Nesse caminho, o autor estabelece relações entre esses campos, construindo a argumentação que sustenta o trabalho. Destaca-se o olhar para a criatividade na educação musical, que percorre os conceitos de composição, de práticas criativas e de aprendizagem criativa, associados aos processos de ensino e aprendizagem de piano em grupo.
Os tempos da pesquisa são apresentados com musicalidade nos movimentos allegro, adagio, moderato e presto, em desenho metodológico que articula os processos de problematização, realização e avaliação que caracterizam a pesquisa-ação.
O planejamento e as atividades estão descritos com detalhes e trabalham as práticas criativas de modos muito variados, explorando o tocar de ouvido e por partitura, a improvisação, a elaboração de arranjos e composições, as atividades de exploração, a imitação, o registro, entre outros. Dessa maneira, conteúdos musicais e técnicos são abordados de diferentes maneiras, o que potencializa e enriquece as aprendizagens.
Na sequência, a discussão sobre as ações pedagógicas da pesquisa é ampliada, com foco em compreender a perspectiva dos estudantes no processo da aprendizagem criativa e as contribuições à formação de professores. Vale destacar o exercício criativo do autor na análise dos dados e no diálogo com o referencial teórico, com um olhar que recria e reinventa relações e entendimentos. Em especial, o “Ciclo criativo de formação em música” apresenta contribuição teórica significativa para a área de educação musical e para os estudos sobre a aprendizagem criativa, além de trazer interessantes projeções para pesquisas futuras.


Deixe uma resposta


Desenvolvido pela Quanta Comunicação