Jean Drèze & Amartya Sen – Glória Incerta: A Índia E Suas Contradições

Combinando economia, política, história e direito, Jean Drèze e Amartya Sen – dois dos maiores economistas da Índia – apresentam as transformações que aconteceram na economia e sociedade do país após a independência, em 1947, que deu fim a dois séculos de subjugação colonial britânica. A Índia adotou um sistema político democrático, com vários partidos, liberdade de expressão e amplos direitos políticos, e alcançou um crescimento econômico bem acelerado nas últimas três décadas, tornando-se uma das economias que crescem com maior velocidade no mundo. Ocorreram, porém, grandes falhas, tanto na promoção de um crescimento participativo quanto na aplicação dos recursos públicos gerados pelo crescimento econômico para melhorar as condições de vida dos indianos. Os autores mostram que os principais problemas do país encontram-se na falta de atenção às necessidades essenciais da população, especialmente dos pobres e das mulheres. Estatísticas consistentes e comparações com outros países, como China, Brasil e Rússia, apontam que o governo não investiu na expansão da infraestrutura física e social da Índia e, como consequência, há uma inadequação continuada dos serviços sociais, como a educação, a assistência médica e a imunização, bem como do fornecimento de água potável, energia elétrica, transporte e saneamento.


Deixe uma resposta

Jean Drèze & Amartya Sen – Glória Incerta: A Índia E Suas Contradições

Combinando economia, política, história e direito, Jean Drèze e Amartya Sen - dois dos maiores economistas da Índia - apresentam as transformações que aconteceram na economia e sociedade do país após a independência, em 1947, que deu fim a dois séculos de subjugação colonial britânica. A Índia adotou um sistema político democrático, com vários partidos, liberdade de expressão e amplos direitos políticos, e alcançou um crescimento econômico bem acelerado nas últimas três décadas, tornando-se uma das economias que crescem com maior velocidade no mundo. Ocorreram, porém, grandes falhas, tanto na promoção de um crescimento participativo quanto na aplicação dos recursos públicos gerados pelo crescimento econômico para melhorar as condições de vida dos indianos. Os autores mostram que os principais problemas do país encontram-se na falta de atenção às necessidades essenciais da população, especialmente dos pobres e das mulheres. Estatísticas consistentes e comparações com outros países, como China, Brasil e Rússia, apontam que o governo não investiu na expansão da infraestrutura física e social da Índia e, como consequência, há uma inadequação continuada dos serviços sociais, como a educação, a assistência médica e a imunização, bem como do fornecimento de água potável, energia elétrica, transporte e saneamento.


Deixe uma resposta


Desenvolvido pela Quanta Comunicação