Jacqui Marson – A Maldição Dos Bonzinhos

Você sabe dizer não? Antes de responder, pense um pouco: quantas vezes abriu mão do que realmente queria ou precisava para seguir um comportamento que teria a aprovação de alguém? Baseada na própria experiência, Jacqui Marson escreve um manual que ensina a reconhecer e evitar esse tipo de atitude, vivendo de forma mais completa e satisfatória. Mais do que um livro de autoajuda, A maldição dos bonzinhos apresenta dicas para abandonar a postura subserviente em relação ao mundo e libertar-se da armadilha de corresponder sempre às expectativas dos outros, deixando as próprias vontades de lado.
Ao longo de 11 capítulos, a autora descreve um dia na vida de uma pessoa boazinha, ensina a identificar os diferentes tipos e investiga as origens desse comportamento aparentemente inocente, mas, no fundo, bastante destrutivo. Além disso, ela mostra como desafiar o medo e ousar desapontar os outros, eliminando velhos padrões e deixando que o mundo saiba quem você realmente é.


Deixe uma resposta

Jacqui Marson – A Maldição Dos Bonzinhos

Você sabe dizer não? Antes de responder, pense um pouco: quantas vezes abriu mão do que realmente queria ou precisava para seguir um comportamento que teria a aprovação de alguém? Baseada na própria experiência, Jacqui Marson escreve um manual que ensina a reconhecer e evitar esse tipo de atitude, vivendo de forma mais completa e satisfatória. Mais do que um livro de autoajuda, A maldição dos bonzinhos apresenta dicas para abandonar a postura subserviente em relação ao mundo e libertar-se da armadilha de corresponder sempre às expectativas dos outros, deixando as próprias vontades de lado.
Ao longo de 11 capítulos, a autora descreve um dia na vida de uma pessoa boazinha, ensina a identificar os diferentes tipos e investiga as origens desse comportamento aparentemente inocente, mas, no fundo, bastante destrutivo. Além disso, ela mostra como desafiar o medo e ousar desapontar os outros, eliminando velhos padrões e deixando que o mundo saiba quem você realmente é.


Deixe uma resposta


Desenvolvido pela Quanta Comunicação