Banco

Banco é continuação da história de “Pappilon”, quando o personagem principal sai da prisão. “Pappilon”, que significa borboleta, é a história da extraordinária aventura da vida de Henri Charrière, quando este foi condenado à prisão perpétua. O autor era tido como perigoso por jamais deixar escapar a presa. O acusado oficial fez de tudo para despedaçar a borboleta, em coro ao juiz. Ele pintava o retrato do réu com mentiras, afim de que os jurados o fizessem desaparecer da sociedade.


Julgado, passou por várias prisões chegando até a Colômbia, onde conseguiu fugir, depois de várias tentativas e de ter-se submetido a trabalhos forçados. Henri Charrière, ao descrever todo o processo pelo qual passou ao longo desses anos, sempre levantava à discussão de até que ponto o silêncio absoluto, o isolamento completo, infligido a uma mente jovem, podem provocar uma verdadeira vida imaginativa.
A borboleta é intensa, é viva, sobrevoa onde melhor lhe parece, e, depois, em liberdade, tem que criar truques para sobreviver. Seus leitores temiam que com a morte do autor, “Pappilon” tivesse exaurido sua fonte inspiradora, mas ao ser divulgada a notícia de que, entre os papéis deixados por Charrière, se encontrara um manuscrito no qual o ex-prisioneiro dava continuidade às suas memórias.

Henri Charrière (Saint-Étienne-de-Lugdarès, Ardèche 16 de novembro de 1906 - Madrid, 29 de julho de 1973) foi um escritor francês, autor do famoso livro Papillon, posteriormente transformado em filme.
Foi um ex-militar da Marinha Francesa, transformou-se em vagabundo e aplicava pequenos golpes em Paris, por volta dos anos 1930. Foi condenado injustamente à pena de prisão perpétua pelo assassinato de um rufião e mandado para o exílio na Guiana Francesa, mais especificamente a Ilha do Diabo, onde conheceu outros personagens os quais participaram de seu livro lançado nos anos 1960.
Charrière gastou praticamente todo o dinheiro ganho com o livro e o filme Papillon na produção de outro filme que foi um fracasso total, morrendo pobre e destruído pela bebida, em 1973.

   

Links para Download

Link Quebrado?

Caso o link não esteja funcionando comente abaixo e tentaremos localizar um novo link para este livro.

Deixe seu comentário

Mais Lidos

Blog

Banco

Banco é continuação da história de “Pappilon”, quando o personagem principal sai da prisão. “Pappilon”, que significa borboleta, é a história da extraordinária aventura da vida de Henri Charrière, quando este foi condenado à prisão perpétua. O autor era tido como perigoso por jamais deixar escapar a presa. O acusado oficial fez de tudo para despedaçar a borboleta, em coro ao juiz. Ele pintava o retrato do réu com mentiras, afim de que os jurados o fizessem desaparecer da sociedade.
Julgado, passou por várias prisões chegando até a Colômbia, onde conseguiu fugir, depois de várias tentativas e de ter-se submetido a trabalhos forçados. Henri Charrière, ao descrever todo o processo pelo qual passou ao longo desses anos, sempre levantava à discussão de até que ponto o silêncio absoluto, o isolamento completo, infligido a uma mente jovem, podem provocar uma verdadeira vida imaginativa.
A borboleta é intensa, é viva, sobrevoa onde melhor lhe parece, e, depois, em liberdade, tem que criar truques para sobreviver. Seus leitores temiam que com a morte do autor, “Pappilon” tivesse exaurido sua fonte inspiradora, mas ao ser divulgada a notícia de que, entre os papéis deixados por Charrière, se encontrara um manuscrito no qual o ex-prisioneiro dava continuidade às suas memórias.

Henri Charrière (Saint-Étienne-de-Lugdarès, Ardèche 16 de novembro de 1906 – Madrid, 29 de julho de 1973) foi um escritor francês, autor do famoso livro Papillon, posteriormente transformado em filme.
Foi um ex-militar da Marinha Francesa, transformou-se em vagabundo e aplicava pequenos golpes em Paris, por volta dos anos 1930. Foi condenado injustamente à pena de prisão perpétua pelo assassinato de um rufião e mandado para o exílio na Guiana Francesa, mais especificamente a Ilha do Diabo, onde conheceu outros personagens os quais participaram de seu livro lançado nos anos 1960.
Charrière gastou praticamente todo o dinheiro ganho com o livro e o filme Papillon na produção de outro filme que foi um fracasso total, morrendo pobre e destruído pela bebida, em 1973.

   

https://livrandante.com.br/produto/camisa-vendo-mais-longe/

Link Quebrado?

Caso o link não esteja funcionando comente abaixo e tentaremos localizar um novo link para este livro.

Deixe seu comentário

Pesquisar

Mais Lidos

Blog