Geoffrey Barraclough – Introdução À História Contemporânea

Um dos propósitos deste livro é demonstrar como a História contemporânea é diferente, na maioria de suas preocupações básicas, daquilo que chamamos História “moderna”, marcando a década de 1960 o início de uma nova época na história da humanidade.
Em sua análise, mostra o autor como a nova estrutura mundial foi uma conseqüência material da industrialização e do imperialismo e como o equilíbrio político e diplomático foi alterado pelo crescimento demográfico e pelo surgimento de numerosas novas nações no mundo subdesenvolvido.
Nos capítulos que focalizam a transição de uma estrutura européia para uma estrutura global da política internacional, são abordados temas de grande interesse e atualidade como a propagação da tecnologia e das idéias políticas ocidentais nos países em desenvolvimento, os problemas sociológicos e políticos suscitados pela sociedade de massas, além de outras tendências importantes da era contemporânea.


Deixe uma resposta

Geoffrey Barraclough – Introdução À História Contemporânea

Um dos propósitos deste livro é demonstrar como a História contemporânea é diferente, na maioria de suas preocupações básicas, daquilo que chamamos História "moderna", marcando a década de 1960 o início de uma nova época na história da humanidade.
Em sua análise, mostra o autor como a nova estrutura mundial foi uma conseqüência material da industrialização e do imperialismo e como o equilíbrio político e diplomático foi alterado pelo crescimento demográfico e pelo surgimento de numerosas novas nações no mundo subdesenvolvido.
Nos capítulos que focalizam a transição de uma estrutura européia para uma estrutura global da política internacional, são abordados temas de grande interesse e atualidade como a propagação da tecnologia e das idéias políticas ocidentais nos países em desenvolvimento, os problemas sociológicos e políticos suscitados pela sociedade de massas, além de outras tendências importantes da era contemporânea.


Deixe uma resposta


Desenvolvido pela Quanta Comunicação