Frantz Fanon – Os Condenados Da Terra

Este livro foi publicado em 1961, quando a Argélia ainda se encontrava em guerra pela libertação do domínio colonial francês. As análises do psiquiatra martinicano Frantz Fanon serviram de inspiração e referência para gerações de militantes anticolonialistas, e ainda hoje são atuais para entendermos o passado e o presente de povos subordinados. Neste livro ele apresenta um estudo dos traumas do colonizado em uma sociedade desigual, e também revela os sonhos de construção de um “homem novo” tão em voga na década de 1960. “[Aqui Fanon] mostrou o caminho; porta-voz dos combatentes, reclamou a união, a unidade do continente africano contra todas as discórdias e todos os particularismos. Atingiu seu objetivo. Mas o livro, depois que o fechamos, continua a acossar-nos, apesar de seu autor, porque sentimos o vigor dos povos em revolução e respondemos com a força”, diz Jean-Paul Sartre no prefácio.


Deixe uma resposta

Frantz Fanon – Os Condenados Da Terra

Este livro foi publicado em 1961, quando a Argélia ainda se encontrava em guerra pela libertação do domínio colonial francês. As análises do psiquiatra martinicano Frantz Fanon serviram de inspiração e referência para gerações de militantes anticolonialistas, e ainda hoje são atuais para entendermos o passado e o presente de povos subordinados. Neste livro ele apresenta um estudo dos traumas do colonizado em uma sociedade desigual, e também revela os sonhos de construção de um “homem novo” tão em voga na década de 1960. “[Aqui Fanon] mostrou o caminho; porta-voz dos combatentes, reclamou a união, a unidade do continente africano contra todas as discórdias e todos os particularismos. Atingiu seu objetivo. Mas o livro, depois que o fechamos, continua a acossar-nos, apesar de seu autor, porque sentimos o vigor dos povos em revolução e respondemos com a força”, diz Jean-Paul Sartre no prefácio.


Deixe uma resposta


Desenvolvido pela Quanta Comunicação