Fabricio Carpinejar – Canalha!

Canalha!, livro de crônicas, procura ser uma provocação desde o título. Uma leitura do homem contemporâneo, perplexo e desorientado com as transformações de comportamento e a dissolução dos papéis fixos familiares. O autor procura mostrar que o canalha mantém o charme sexual, mas não é mais o mesmo apregoado pelo Nelson Rodrigues e tantos escritores da metade do século XX. São crônicas que pretendem respeitar sua natureza original de conversa – amáveis e despretensiosas, com jeito de pintassilgo no muro.


Deixe uma resposta

Fabricio Carpinejar – Canalha!

Canalha!, livro de crônicas, procura ser uma provocação desde o título. Uma leitura do homem contemporâneo, perplexo e desorientado com as transformações de comportamento e a dissolução dos papéis fixos familiares. O autor procura mostrar que o canalha mantém o charme sexual, mas não é mais o mesmo apregoado pelo Nelson Rodrigues e tantos escritores da metade do século XX. São crônicas que pretendem respeitar sua natureza original de conversa - amáveis e despretensiosas, com jeito de pintassilgo no muro.


Deixe uma resposta


Desenvolvido pela Quanta Comunicação