Emanuel Alencar – Baía De Guanabara

A obra Baía De Guanabara: Descaso E Resistência nos leva a conhecer a dimensão e a diversidade dos problemas que ainda teremos que enfrentar.

Emanuel Alencar – Baía De Guanabara: Descaso E Resistência

Quem chega ao rio de janeiro, por mar ou por terra, tem o primeiro contato com a cidade por meio de um extenso espelho d’água. A maravilhosidade da Baía de Guanabara, pontilhada por cadeias de montanhas ao horizonte, é confrontada com uma situação vexatória, facilmente captável mesmo por aqueles com o olfato menos apurado.

Em décadas, o Rio falhou, dramaticamente, em planos para dotar a Guanabara de melhores condições ambientais. Exemplos não faltam mundo afora de recuperações de ambientes historicamente degradados.

Londres deu dignidade ao seu Rio Tâmisa na década de 1960; na Coreia do Sul, o Rio Cheonggyecheon foi despoluído em apenas quatro anos; a gigantesca Baía de Chesapeake, principal estuário dos Estados Unidos com seus impressionantes 166 mil km2, deverá estar 100% livre de poluentes até 2025.

A Baía De Guanabara tem grande significado para todos nós brasileiros. Não só cariocas e fluminenses, todos estamos tristes com as imagens de sujeira e descaso refletidas mundo afora. Queremos voltar a nos orgulhar dela, vê-la limpa, saudável, mergulhar em suas praias.

Para mudar esse cenário é preciso, antes de tudo, analisar seriamente as causas e reconhecer os equívocos e omissões históricas que levaram à tamanha degradação. Mais: é necessário que observemos erros cometidos durante as recentes tentativas frustradas de reversão dessa nefasta situação.

O jovem e já premiado jornalista Emanuel Alencar contribui de forma significativa para esse necessário processo de análise. Não lhe faltaram inspiração e talento para pesquisar e discorrer cuidadosamente sobre o Programa de Despoluição da Baía de Guanabara (PDBG), o Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj), o projeto do pré-sal e muitos outros aspectos relacionados à integridade ameaçada e às tentativas de limpeza da Baía de Guanabara.

A leitura de Baía De Guanabara: Descaso E Resistência nos leva a conhecer a dimensão e a diversidade dos problemas que ainda teremos que enfrentar para termos a Guanabara que todos queremos e merecemos.

Clique para
Baixar o PDF

Deixe uma resposta

Emanuel Alencar – Baía De Guanabara

A obra Baía De Guanabara: Descaso E Resistência nos leva a conhecer a dimensão e a diversidade dos problemas que ainda teremos que enfrentar.

Emanuel Alencar - Baía De Guanabara: Descaso E Resistência

Quem chega ao rio de janeiro, por mar ou por terra, tem o primeiro contato com a cidade por meio de um extenso espelho d’água. A maravilhosidade da Baía de Guanabara, pontilhada por cadeias de montanhas ao horizonte, é confrontada com uma situação vexatória, facilmente captável mesmo por aqueles com o olfato menos apurado.

Em décadas, o Rio falhou, dramaticamente, em planos para dotar a Guanabara de melhores condições ambientais. Exemplos não faltam mundo afora de recuperações de ambientes historicamente degradados.

Londres deu dignidade ao seu Rio Tâmisa na década de 1960; na Coreia do Sul, o Rio Cheonggyecheon foi despoluído em apenas quatro anos; a gigantesca Baía de Chesapeake, principal estuário dos Estados Unidos com seus impressionantes 166 mil km2, deverá estar 100% livre de poluentes até 2025.

A Baía De Guanabara tem grande significado para todos nós brasileiros. Não só cariocas e fluminenses, todos estamos tristes com as imagens de sujeira e descaso refletidas mundo afora. Queremos voltar a nos orgulhar dela, vê-la limpa, saudável, mergulhar em suas praias.

Para mudar esse cenário é preciso, antes de tudo, analisar seriamente as causas e reconhecer os equívocos e omissões históricas que levaram à tamanha degradação. Mais: é necessário que observemos erros cometidos durante as recentes tentativas frustradas de reversão dessa nefasta situação.

O jovem e já premiado jornalista Emanuel Alencar contribui de forma significativa para esse necessário processo de análise. Não lhe faltaram inspiração e talento para pesquisar e discorrer cuidadosamente sobre o Programa de Despoluição da Baía de Guanabara (PDBG), o Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj), o projeto do pré-sal e muitos outros aspectos relacionados à integridade ameaçada e às tentativas de limpeza da Baía de Guanabara.

A leitura de Baía De Guanabara: Descaso E Resistência nos leva a conhecer a dimensão e a diversidade dos problemas que ainda teremos que enfrentar para termos a Guanabara que todos queremos e merecemos.

Clique para
Baixar o PDF

Deixe uma resposta


Desenvolvido pela Quanta Comunicação