Christopher S. Hill – Consciência

Mente e corpo são dois elementos separados ou que atuam em harmonia? Esta questão é apenas o princípio dos temas tratados por Christopher S. Hill neste livro. Assim para compreender as ideias exploradas pelo autor é preciso conhecer os pensamentos fundadores da Filosofia da Mente. Esta corrente estuda os fenômenos funções e propriedades mentais a Consciência e sua relação com o corpo físico e em particular com o cérebro. E o diferencial desta obra de Hill está justamente no modo como ele busca responder perguntas centrais sobre as diversas manifestações da Consciência: a Consciência como agente como incentivadora de ações em sua forma introspectiva etc. Ele desvenda em seu texto essas complexas relações procurando entender as reações físicas do corpo a elementos subjetivos da Consciência (dor amor desejo crença). É perceptível que o terreno pisado pelo autor é fértil para muitos desdobramentos e desafiador para aqueles que se dedicam nesta empreitada. Mas é precisamente por tratar com cuidado e dedicação um tema tão repleto de possibilidades que este livro de Christopher S. Hill merece o esforço de seus leitores. Em uma época em que a neurociência aponta avanços para a compreensão do homem e do cérebro nada mais natural do que também descobrir as conexões feitas no centro do nosso intelecto.


Deixe uma resposta

Christopher S. Hill – Consciência

Mente e corpo são dois elementos separados ou que atuam em harmonia? Esta questão é apenas o princípio dos temas tratados por Christopher S. Hill neste livro. Assim para compreender as ideias exploradas pelo autor é preciso conhecer os pensamentos fundadores da Filosofia da Mente. Esta corrente estuda os fenômenos funções e propriedades mentais a Consciência e sua relação com o corpo físico e em particular com o cérebro. E o diferencial desta obra de Hill está justamente no modo como ele busca responder perguntas centrais sobre as diversas manifestações da Consciência: a Consciência como agente como incentivadora de ações em sua forma introspectiva etc. Ele desvenda em seu texto essas complexas relações procurando entender as reações físicas do corpo a elementos subjetivos da Consciência (dor amor desejo crença). É perceptível que o terreno pisado pelo autor é fértil para muitos desdobramentos e desafiador para aqueles que se dedicam nesta empreitada. Mas é precisamente por tratar com cuidado e dedicação um tema tão repleto de possibilidades que este livro de Christopher S. Hill merece o esforço de seus leitores. Em uma época em que a neurociência aponta avanços para a compreensão do homem e do cérebro nada mais natural do que também descobrir as conexões feitas no centro do nosso intelecto.


Deixe uma resposta


Desenvolvido pela Quanta Comunicação