Cezar Taurion – Open Source: Evolução E Tendências

Open Source já é, indiscutivelmente, parte integrante da paisagem da indústria de software. O modelo continua evoluindo e se disseminando pela sociedade. Hoje ignorar o Open Source é ignorar a própria evolução da indústria.
Open Source é inevitável para qualquer empresa, seja ela produtora ou usuária de software. Sua barreira de entrada é praticamente zero e qualquer software Open Source está apenas a um clique de distância. Basta acessar um site e fazer download. Além disso, muitos produtos comerciais embutem soluções Open Source. Segundo estimativas do Gartner, em torno de 2013 pelo menos 85% dos produtos comerciais do mercado embarcarão algum componente Open Source. Portanto, Open Source deve fazer parte das estratégias das empresas usuárias de software como das que produzem software.
O modelo Open Source e suas regras de liberdade, como liberdade para acessar seu código fonte e redistribuir cópias, alteradas ou não, abre espaço para novos modelos de negócio. O tradicional modelo de ganhos econômicos baseados em comercialização de licenças pode ser substituído por ganhos em serviços, como distribuição, suporte e educação. A explicação é simples: no modelo comercial, todo o custo de desenvolvimento é do produtor de software, que para recuperar rapidamente este investimento, precisa vender licenças de uso do seu software. No modelo Open Source, fundamentado em desenvolvimento aberto e colaborativo, os custos são distribuídos por todos os participantes de uma comunidade. Não havendo a pressão para a recuperação rápida dos custos de desenvolvimento, pode-se desenhar modelos de negócios mais flexíveis.

   


Deixe uma resposta

Cezar Taurion – Open Source: Evolução E Tendências

Open Source já é, indiscutivelmente, parte integrante da paisagem da indústria de software. O modelo continua evoluindo e se disseminando pela sociedade. Hoje ignorar o Open Source é ignorar a própria evolução da indústria.
Open Source é inevitável para qualquer empresa, seja ela produtora ou usuária de software. Sua barreira de entrada é praticamente zero e qualquer software Open Source está apenas a um clique de distância. Basta acessar um site e fazer download. Além disso, muitos produtos comerciais embutem soluções Open Source. Segundo estimativas do Gartner, em torno de 2013 pelo menos 85% dos produtos comerciais do mercado embarcarão algum componente Open Source. Portanto, Open Source deve fazer parte das estratégias das empresas usuárias de software como das que produzem software.
O modelo Open Source e suas regras de liberdade, como liberdade para acessar seu código fonte e redistribuir cópias, alteradas ou não, abre espaço para novos modelos de negócio. O tradicional modelo de ganhos econômicos baseados em comercialização de licenças pode ser substituído por ganhos em serviços, como distribuição, suporte e educação. A explicação é simples: no modelo comercial, todo o custo de desenvolvimento é do produtor de software, que para recuperar rapidamente este investimento, precisa vender licenças de uso do seu software. No modelo Open Source, fundamentado em desenvolvimento aberto e colaborativo, os custos são distribuídos por todos os participantes de uma comunidade. Não havendo a pressão para a recuperação rápida dos custos de desenvolvimento, pode-se desenhar modelos de negócios mais flexíveis.

   


Deixe uma resposta


Desenvolvido pela Quanta Comunicação