César Pereira Cola – Ensaio Sobre O Desenho Infantil

Ensaio Sobre O Desenho Infantil, escrito pelo pesquisador, artista e professor César Pereira Cola, investiga o ato criador que se manifesta na infância.

César Pereira Cola – Ensaio Sobre O Desenho Infantil

A ideia de desenho infantil sofre mudanças no tempo, a livre expressão marcou a escola renovada e arte da criança com acesso à arte adulta, a escola contemporânea. César Cola é pesquisador, professor de arte destacado e um brilhante desenhista.

Em Ensaio Sobre O Desenho Infantil o autor apresenta uma abordagem ousada, uma pesquisa de análise comparativa entre resultados e processos de dois grupos de desenhistas da Educação Infantil, junto aos quais realizou uma sequência de encontros praticando em um agrupamento de crianças as propostas da livre expressão e no outro aquelas que estabelecem relações com a produção social e histórica da arte.

A concepção da origem de cada abordagem praticada nos chega no texto por intermédio de diversas referências de autores importantes da arte-educação em consonância com as proposições da historia da arte, que afetaram o ensino da arte e a visão sobre arte infantil.

Como artista César sabe que tanto a necessidade de liberdade de expressão do desenhista como o desenho cultivado, informado pelas culturas, não estão em lados distintos no fazer dos desenhistas. Podemos observar isto nas diferenças que se apresentaram na análise dos resultados das duas propostas.

A interpretação dos desenhos obtidos em cada abordagem passa pelo crivo de quem conhece a linguagem do desenho e isto nos encanta porque transcende, vai além das leituras que descrevem aquilo que se vê no plano gráfico, porque inclui com propriedade os saberes oriundos da arte.

O espantoso é que nas duas experiências a criança não perde sua autoria e nota-se que cada abordagem abre e fecha possibilidades à ação do desenhista.

A escolha da faixa etária escolhida pelo autor coincide com a paixão de muitos pesquisadores do desenho, entusiasmados com o fluxo criativo do período. Desde a modernidade esta faixa etária se diferencia das posteriores pela liberdade de padrões e travas no desenho.

Deste modo, o estudo de César Cola nos permite acreditar que conhecer a história do ensino do desenho na educação, nos torna mais capazes de fazer escolhas a partir do que foi e ainda é bom das didáticas que antecederam nosso tempo, somando tais aspectos às propostas contemporâneas.

A leitura de Ensaio Sobre O Desenho Infantil nos faz acreditar que a trilha aberta pelos arte-educadores modernos deixaram um leito onde corre nosso trabalho que, certamente, abrirá novas trilhas para nossos sucessores. Tomara.


Deixe uma resposta

César Pereira Cola – Ensaio Sobre O Desenho Infantil

Ensaio Sobre O Desenho Infantil, escrito pelo pesquisador, artista e professor César Pereira Cola, investiga o ato criador que se manifesta na infância.

César Pereira Cola - Ensaio Sobre O Desenho Infantil

A ideia de desenho infantil sofre mudanças no tempo, a livre expressão marcou a escola renovada e arte da criança com acesso à arte adulta, a escola contemporânea. César Cola é pesquisador, professor de arte destacado e um brilhante desenhista.

Em Ensaio Sobre O Desenho Infantil o autor apresenta uma abordagem ousada, uma pesquisa de análise comparativa entre resultados e processos de dois grupos de desenhistas da Educação Infantil, junto aos quais realizou uma sequência de encontros praticando em um agrupamento de crianças as propostas da livre expressão e no outro aquelas que estabelecem relações com a produção social e histórica da arte.

A concepção da origem de cada abordagem praticada nos chega no texto por intermédio de diversas referências de autores importantes da arte-educação em consonância com as proposições da historia da arte, que afetaram o ensino da arte e a visão sobre arte infantil.

Como artista César sabe que tanto a necessidade de liberdade de expressão do desenhista como o desenho cultivado, informado pelas culturas, não estão em lados distintos no fazer dos desenhistas. Podemos observar isto nas diferenças que se apresentaram na análise dos resultados das duas propostas.

A interpretação dos desenhos obtidos em cada abordagem passa pelo crivo de quem conhece a linguagem do desenho e isto nos encanta porque transcende, vai além das leituras que descrevem aquilo que se vê no plano gráfico, porque inclui com propriedade os saberes oriundos da arte.

O espantoso é que nas duas experiências a criança não perde sua autoria e nota-se que cada abordagem abre e fecha possibilidades à ação do desenhista.

A escolha da faixa etária escolhida pelo autor coincide com a paixão de muitos pesquisadores do desenho, entusiasmados com o fluxo criativo do período. Desde a modernidade esta faixa etária se diferencia das posteriores pela liberdade de padrões e travas no desenho.

Deste modo, o estudo de César Cola nos permite acreditar que conhecer a história do ensino do desenho na educação, nos torna mais capazes de fazer escolhas a partir do que foi e ainda é bom das didáticas que antecederam nosso tempo, somando tais aspectos às propostas contemporâneas.

A leitura de Ensaio Sobre O Desenho Infantil nos faz acreditar que a trilha aberta pelos arte-educadores modernos deixaram um leito onde corre nosso trabalho que, certamente, abrirá novas trilhas para nossos sucessores. Tomara.


Deixe uma resposta