Arthur C. Clarke – O Fim Da Infância

Nos primeiros anos da Guerra Fria, uma raça intelectual e tecnologicamente superior ao homem desce dos céus para governar a Terra. Diferente do que se poderia imaginar, os invasores não pretendem escravizar a humanidade. Ao contrário, eles acabam conduzindo-a a um período de prosperidade jamais visto, em que não mais existem a fome, a marginalidade, as doenças e a guerra. Benevolentes, parecem querer sinceramente o melhor para os seres humanos. Mas os Senhores Supremos têm suas regras: não é permitido a ninguém conhecê-los, e a exploração do espaço está terminantemente proibida. Como afirma seu enigmático líder, “as estrelas não são para os homens”. Com muitas conquistas e poucos focos de resistência, a humanidade capitula diante do invasor. O homem abdica de seu dinamismo e poder criativo e deixa de aspirar a qualquer coisa que não o prazer e o entretenimento. O mundo está em paz, mas um indefinível mal-estar ainda assombra os corações humanos. Para aqueles que resistem, torna-se evidente que os Senhores Supremos têm algo a esconder, que têm um objetivo maior. No transcorrer de duzentos anos de história após sua chegada, alguns de seus segredos serão revelados, outros permanecerão ocultos até que a humanidade esteja pronta. Até que uma missão seja cumprida. Até que a raça humana conheça o destino que lhe foi traçado.


Deixe uma resposta

Arthur C. Clarke – O Fim Da Infância

Nos primeiros anos da Guerra Fria, uma raça intelectual e tecnologicamente superior ao homem desce dos céus para governar a Terra. Diferente do que se poderia imaginar, os invasores não pretendem escravizar a humanidade. Ao contrário, eles acabam conduzindo-a a um período de prosperidade jamais visto, em que não mais existem a fome, a marginalidade, as doenças e a guerra. Benevolentes, parecem querer sinceramente o melhor para os seres humanos. Mas os Senhores Supremos têm suas regras: não é permitido a ninguém conhecê-los, e a exploração do espaço está terminantemente proibida. Como afirma seu enigmático líder, "as estrelas não são para os homens". Com muitas conquistas e poucos focos de resistência, a humanidade capitula diante do invasor. O homem abdica de seu dinamismo e poder criativo e deixa de aspirar a qualquer coisa que não o prazer e o entretenimento. O mundo está em paz, mas um indefinível mal-estar ainda assombra os corações humanos. Para aqueles que resistem, torna-se evidente que os Senhores Supremos têm algo a esconder, que têm um objetivo maior. No transcorrer de duzentos anos de história após sua chegada, alguns de seus segredos serão revelados, outros permanecerão ocultos até que a humanidade esteja pronta. Até que uma missão seja cumprida. Até que a raça humana conheça o destino que lhe foi traçado.


Deixe uma resposta


Desenvolvido pela Quanta Comunicação