Anne Cauquelin – Arte Contemporânea: Uma Introdução

O modelo de arte moderna não se aplica à arte contemporânea. Embora a constatação pareça óbvia, o espectador ainda tenta encerrar manifestações atuais em critérios artísticos estabelecidos no passado. a formação de movimentos artísticos e a criação centrada na estética, próprias da arte moderna, cedem lugar à rede e à ubiquidade do artista, à velocidade de transmissão.
Questionada, saturada e deslocada, transcendendo o espaço expositivo clássico, a arte exige do expectador um novo modelo para sua compreensão.
Em Arte contemporânea – uma introdução, Anne Cauquelin mapeia a transformação dos mecanismos da arte gerada por Marcel Duchamp, Andy Warhol e Leo Castelli. Dos ready-mades às séries, dos salões às galerias, da sociedade de consumo à sociedade de comunicação, da obra ao espaço da arte, a autora apresenta uma análise crítica da arte contemporânea e seus desdobramentos no pós-modernismo.


Deixe uma resposta

Anne Cauquelin – Arte Contemporânea: Uma Introdução

O modelo de arte moderna não se aplica à arte contemporânea. Embora a constatação pareça óbvia, o espectador ainda tenta encerrar manifestações atuais em critérios artísticos estabelecidos no passado. a formação de movimentos artísticos e a criação centrada na estética, próprias da arte moderna, cedem lugar à rede e à ubiquidade do artista, à velocidade de transmissão.
Questionada, saturada e deslocada, transcendendo o espaço expositivo clássico, a arte exige do expectador um novo modelo para sua compreensão.
Em Arte contemporânea - uma introdução, Anne Cauquelin mapeia a transformação dos mecanismos da arte gerada por Marcel Duchamp, Andy Warhol e Leo Castelli. Dos ready-mades às séries, dos salões às galerias, da sociedade de consumo à sociedade de comunicação, da obra ao espaço da arte, a autora apresenta uma análise crítica da arte contemporânea e seus desdobramentos no pós-modernismo.


Deixe uma resposta


Desenvolvido pela Quanta Comunicação