Ana Maria Jacó-Vilela & Dayse De Marie Oliveira (Orgs.) – Clio-Psyché

O livro apresenta reflexões sobre a história, a prática e os saberes da psicologia decorrentes do XI Encontro do Clio-Psyché.

Ana Maria Jacó-Vilela & Dayse De Marie Oliveira (Orgs.) – Clio-Psyché: Discursos E Práticas Na História Da Psicologia

O livro apresenta reflexões sobre a história, a prática e os saberes da psicologia decorrentes do XI Encontro do Clio-Psyché, evento produzido pelo Programa de Estudos e Pesquisas da História da Psicologia da UERJ.

Com autores provenientes de instituições do Brasil e de outros países da América Latina, assim como da Europa, a obra se caracteriza pela diversidade de temas.

Entre eles, a relação do marxismo com a história da psicologia, o intercâmbio entre as psicanálises argentinas e brasileiras no contexto da ditadura, as especificidades da formação profissional, a reforma psiquiátrica, e a internacionalização da história da psicologia.

Em destaque, analisa a contribuição de Emílio Mira y Lópes, psiquiatra, professor e sociólogo com atuação na Espanha, Argentina, URSS e Brasil.

Por sua longevidade e importância, o Programa de Estudos e Pesquisas em História da Psicologia Clio-Psyché, da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ/Brasil), coordenado por Ana Maria Jacó-Vilela desde 1998, vem se consolidando como um núcleo de intensas atividades de pesquisa, ensino, divulgação e publicação em história da psicologia.

Seus eventos bianuais converteram o Programa em um centro de reunião interinstitucional e internacional de historiadores dos saberes psicológicos, tornando-o locus de produção e divulgação de trabalhos policêntricos, partícipes da consolidação de uma reflexão historiográfica e social do conhecimento psicológico.

O livro Clio-Psyché: Discursos E Práticas Na História Da Psicologia, cuidadosamente organizado por Jacó-Vilela e Oliveira, apresenta ao amplo público universitário e de pós-graduação o acúmulo das reflexões adquiridas ao longo de um desses eventos, o “XI Encontro do Clio-Psyché”.

Trata-se de um conjunto de trabalhos selecionados por suas análises precisas e que ultrapassam as bordas locais e nacionais. Alguns autores foram convidados como palestrantes e conferencistas e, agora, presenteiam-nos com um texto mais aprofundado sobre o tema; outros, porém, foram convidados para esta coletânea após envio espontâneo de trabalhos e apresentação primorosa ao longo do evento.

Em conjunto, os textos são uma contribuição valiosa para quem considera investigar como determinados sistemas conceituais se transnacionalizam e produzem práticas psicológicas variadas. Nesse processo, ganhamos acesso a redes científicas e a processos de apropriação, (re)interpretação e aplicação dos saberes psicológicos, de acordo com referências temporais, culturais e sociais.

Para possibilitar essa diversidade, os autores da coletânea são de diferentes instituições e possuem inserções acadêmicas variadas, capazes de conformar um conjunto bastante amplo e aprofundado de reflexões. Em conjunto, os capítulos contribuem para um diálogo original entre a história e a psicologia, formando um mosaico da Ibero-América.


Deixe uma resposta

Ana Maria Jacó-Vilela & Dayse De Marie Oliveira (Orgs.) – Clio-Psyché

O livro apresenta reflexões sobre a história, a prática e os saberes da psicologia decorrentes do XI Encontro do Clio-Psyché.

Ana Maria Jacó-Vilela & Dayse De Marie Oliveira (Orgs.) - Clio-Psyché: Discursos E Práticas Na História Da Psicologia

O livro apresenta reflexões sobre a história, a prática e os saberes da psicologia decorrentes do XI Encontro do Clio-Psyché, evento produzido pelo Programa de Estudos e Pesquisas da História da Psicologia da UERJ.

Com autores provenientes de instituições do Brasil e de outros países da América Latina, assim como da Europa, a obra se caracteriza pela diversidade de temas.

Entre eles, a relação do marxismo com a história da psicologia, o intercâmbio entre as psicanálises argentinas e brasileiras no contexto da ditadura, as especificidades da formação profissional, a reforma psiquiátrica, e a internacionalização da história da psicologia.

Em destaque, analisa a contribuição de Emílio Mira y Lópes, psiquiatra, professor e sociólogo com atuação na Espanha, Argentina, URSS e Brasil.

Por sua longevidade e importância, o Programa de Estudos e Pesquisas em História da Psicologia Clio-Psyché, da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ/Brasil), coordenado por Ana Maria Jacó-Vilela desde 1998, vem se consolidando como um núcleo de intensas atividades de pesquisa, ensino, divulgação e publicação em história da psicologia.

Seus eventos bianuais converteram o Programa em um centro de reunião interinstitucional e internacional de historiadores dos saberes psicológicos, tornando-o locus de produção e divulgação de trabalhos policêntricos, partícipes da consolidação de uma reflexão historiográfica e social do conhecimento psicológico.

O livro Clio-Psyché: Discursos E Práticas Na História Da Psicologia, cuidadosamente organizado por Jacó-Vilela e Oliveira, apresenta ao amplo público universitário e de pós-graduação o acúmulo das reflexões adquiridas ao longo de um desses eventos, o “XI Encontro do Clio-Psyché”.

Trata-se de um conjunto de trabalhos selecionados por suas análises precisas e que ultrapassam as bordas locais e nacionais. Alguns autores foram convidados como palestrantes e conferencistas e, agora, presenteiam-nos com um texto mais aprofundado sobre o tema; outros, porém, foram convidados para esta coletânea após envio espontâneo de trabalhos e apresentação primorosa ao longo do evento.

Em conjunto, os textos são uma contribuição valiosa para quem considera investigar como determinados sistemas conceituais se transnacionalizam e produzem práticas psicológicas variadas. Nesse processo, ganhamos acesso a redes científicas e a processos de apropriação, (re)interpretação e aplicação dos saberes psicológicos, de acordo com referências temporais, culturais e sociais.

Para possibilitar essa diversidade, os autores da coletânea são de diferentes instituições e possuem inserções acadêmicas variadas, capazes de conformar um conjunto bastante amplo e aprofundado de reflexões. Em conjunto, os capítulos contribuem para um diálogo original entre a história e a psicologia, formando um mosaico da Ibero-América.


Deixe uma resposta