Ana Carolina De Moraes Godoi – Repensando A Metáfora

Repensando A Metáfora trata a relação da filosofar com a metaforização através da relação estabelecida entre a metáfora com o mundo sensível

Ana Carolina De Moraes Godoi – Repensando A Metáfora: A Elaboração De Metáforas Para A Construção De Significado Nos Textos Filosóficos E A Sua Figuratividade Como Instrumento Na Expressão De Conceitos Abstratos

A filosofia, ao longo de sua história, estabeleceu uma relação direta entre os conceitos e a construção de sistemas e textos filosóficos. Cada filósofo elaborou um estilo próprio de expressão, no qual a função dos conceitos remete ao todo de sua teoria.

Ao mesmo tempo, precisa expressar aspectos do seu pensamento, em seus textos, que não são alcançados pela utilização apenas do léxico disponível, dos termos e conceitos já existentes.

Assim, neste trabalho de construção e reconstrução de conceitos pela tentativa de ser compreendido em sua ideia original, o filósofo irá recorrer a metaforizações, como recurso relacionado à sua necessidade de criar linguagem, ao mesmo tempo em que lida com a construção de sua filosofia.

Portanto, Repensando A Metáfora aborda esta relação entre o filosofar e a metaforização, tanto como um meio de expressar o pensar, quanto o de permitir uma compreensão, pelo leitor, do texto filosófico através da relação estabelecida entre a metáfora com o mundo sensível em que vivemos e possuímos dentro de nós como imagem.

O presente trabalho foi elaborado partindo de diversas leituras, tanto do âmbito filosófico, como de outras áreas de conhecimento. Desse modo houve a busca por elementos teóricos que embasassem esta análise superficial do tema.

Se fôssemos completamente literais em filosofia, muito não seria dito – e talvez possamos arriscar que muito não seria sequer pensado. As próprias palavras contêm metáforas ossificadas, como disse Ricoeur, e não as percebemos num primeiro instante como tais porque já fazem parte do nosso vocabulário e estamos acostumados a elas assim.

Clique para
Baixar o PDF

Deixe uma resposta

Ana Carolina De Moraes Godoi – Repensando A Metáfora

Repensando A Metáfora trata a relação da filosofar com a metaforização através da relação estabelecida entre a metáfora com o mundo sensível

Ana Carolina De Moraes Godoi - Repensando A Metáfora: A Elaboração De Metáforas Para A Construção De Significado Nos Textos Filosóficos E A Sua Figuratividade Como Instrumento Na Expressão De Conceitos Abstratos

A filosofia, ao longo de sua história, estabeleceu uma relação direta entre os conceitos e a construção de sistemas e textos filosóficos. Cada filósofo elaborou um estilo próprio de expressão, no qual a função dos conceitos remete ao todo de sua teoria.

Ao mesmo tempo, precisa expressar aspectos do seu pensamento, em seus textos, que não são alcançados pela utilização apenas do léxico disponível, dos termos e conceitos já existentes.

Assim, neste trabalho de construção e reconstrução de conceitos pela tentativa de ser compreendido em sua ideia original, o filósofo irá recorrer a metaforizações, como recurso relacionado à sua necessidade de criar linguagem, ao mesmo tempo em que lida com a construção de sua filosofia.

Portanto, Repensando A Metáfora aborda esta relação entre o filosofar e a metaforização, tanto como um meio de expressar o pensar, quanto o de permitir uma compreensão, pelo leitor, do texto filosófico através da relação estabelecida entre a metáfora com o mundo sensível em que vivemos e possuímos dentro de nós como imagem.

O presente trabalho foi elaborado partindo de diversas leituras, tanto do âmbito filosófico, como de outras áreas de conhecimento. Desse modo houve a busca por elementos teóricos que embasassem esta análise superficial do tema.

Se fôssemos completamente literais em filosofia, muito não seria dito – e talvez possamos arriscar que muito não seria sequer pensado. As próprias palavras contêm metáforas ossificadas, como disse Ricoeur, e não as percebemos num primeiro instante como tais porque já fazem parte do nosso vocabulário e estamos acostumados a elas assim.

Clique para
Baixar o PDF

Deixe uma resposta