Ana Carla Diógenes Suassuna Bezerra & Michele Dalvina Correia Da Silva (Edits.) – Fitoterapia E A Ovinocaprinocultura

Fitoterapia E A Ovinocaprinocultura traz perspectivas para à aplicação de determinadas tecnologias com o uso de materiais de origem natural.

Ana Carla Diógenes Suassuna Bezerra & Michele Dalvina Correia Da Silva (Edits.) – Fitoterapia E A Ovinocaprinocultura: Uma Associação Promissora

Em razão da importância do controle dos endoparasitos para a saúde dos pequenos ruminantes frente ao desafio imposto pelo crescente desenvolvimento da resistência parasitária aos produtos químicos, surgiu o interesse em desenvolver uma obra atual, com informações claras sobre os principais helmintos gastrintestinais, estratégias de manejo animal, resistência desenvolvida aos fármacos sintéticos (em especial, a resistência associada aos SNPs), bem como as formas alternativas de controle.

Dando ênfase à fitoterapia como estratégia economicamente viável e ambientalmente segura para o tratamento alternativo de animais de produção, Fitoterapia E A Ovinocaprinocultura traz uma revisão de espécies vegetais encontradas no Brasil cujas ações anti-helmínticas de importância para a saúde de pequenos ruminantes são descritas na literatura.

Diante da vasta diversidade de plantas contendo antiparasitários naturais, é dado destaque às metodologias aplicadas in vitro e in vivo para validação científica de plantas como anti-helmínticas, potencialmente úteis como plantas medicinais fitoterápicas. Tais validações vêm sendo realizadas pelos autores, caracterizando plantas do Semiárido Nordestino como fontes de biomoléculas antiparasitárias.

Por fim, a Biotecnologia é sinalizada como uma área indispensável para desvendar o conhecimento atual sobre endoparasitas a nível molecular, bem como para desenvolver tecnologias visando o controle parasitário, tais como fármacos inteligentes nanoencapsulados e vacinas gênicas.

Ao longo dos capítulos são apresentadas, de forma clara, as informações de caráter teórico e prático relativas aos principais helmintos gastrintestinais responsáveis pela promoção das patologias animais, a problemática da resistência desenvolvida aos fármacos sintéticos, bem como as formas alternativas de controle investigadas e desenvolvidas até a atualidade. Em seguida, é dado destaque à flora como fonte potencialmente rica em metabólitos com ação anti-helmíntica.

Vislumbrando a validação de plantas como antiparasitárias, com enfoque nos parasitas gastrintestinais, são apresentados os testes experimentais atualmente aceitos para esse fim. Um destaque maior é dado para espécies vegetais encontradas no Brasil, já avaliadas cientificamente, na forma de diferentes formulações e por diferentes métodos, como antiparasitárias.

Finalmente, Fitoterapia E A Ovinocaprinocultura apresenta algumas perspectivas promissoras quanto à aplicação de determinadas tecnologias envolvendo o uso de materiais de origem natural, com viabilidade de obtenção de produtos teoricamente mais eficientes e alternativos para o controle das parasitoses, em especial, considerando que investigações moleculares, como o sequenciamento gênico dos principais nematoides causadores de patologias, estão em curso.

Clique para
Baixar o PDF
Clique para
Baixar o ePUB

Deixe uma resposta

Ana Carla Diógenes Suassuna Bezerra & Michele Dalvina Correia Da Silva (Edits.) – Fitoterapia E A Ovinocaprinocultura

Fitoterapia E A Ovinocaprinocultura traz perspectivas para à aplicação de determinadas tecnologias com o uso de materiais de origem natural.

Ana Carla Diógenes Suassuna Bezerra & Michele Dalvina Correia Da Silva (Edits.) - Fitoterapia E A Ovinocaprinocultura: Uma Associação Promissora

Em razão da importância do controle dos endoparasitos para a saúde dos pequenos ruminantes frente ao desafio imposto pelo crescente desenvolvimento da resistência parasitária aos produtos químicos, surgiu o interesse em desenvolver uma obra atual, com informações claras sobre os principais helmintos gastrintestinais, estratégias de manejo animal, resistência desenvolvida aos fármacos sintéticos (em especial, a resistência associada aos SNPs), bem como as formas alternativas de controle.

Dando ênfase à fitoterapia como estratégia economicamente viável e ambientalmente segura para o tratamento alternativo de animais de produção, Fitoterapia E A Ovinocaprinocultura traz uma revisão de espécies vegetais encontradas no Brasil cujas ações anti-helmínticas de importância para a saúde de pequenos ruminantes são descritas na literatura.

Diante da vasta diversidade de plantas contendo antiparasitários naturais, é dado destaque às metodologias aplicadas in vitro e in vivo para validação científica de plantas como anti-helmínticas, potencialmente úteis como plantas medicinais fitoterápicas. Tais validações vêm sendo realizadas pelos autores, caracterizando plantas do Semiárido Nordestino como fontes de biomoléculas antiparasitárias.

Por fim, a Biotecnologia é sinalizada como uma área indispensável para desvendar o conhecimento atual sobre endoparasitas a nível molecular, bem como para desenvolver tecnologias visando o controle parasitário, tais como fármacos inteligentes nanoencapsulados e vacinas gênicas.

Ao longo dos capítulos são apresentadas, de forma clara, as informações de caráter teórico e prático relativas aos principais helmintos gastrintestinais responsáveis pela promoção das patologias animais, a problemática da resistência desenvolvida aos fármacos sintéticos, bem como as formas alternativas de controle investigadas e desenvolvidas até a atualidade. Em seguida, é dado destaque à flora como fonte potencialmente rica em metabólitos com ação anti-helmíntica.

Vislumbrando a validação de plantas como antiparasitárias, com enfoque nos parasitas gastrintestinais, são apresentados os testes experimentais atualmente aceitos para esse fim. Um destaque maior é dado para espécies vegetais encontradas no Brasil, já avaliadas cientificamente, na forma de diferentes formulações e por diferentes métodos, como antiparasitárias.

Finalmente, Fitoterapia E A Ovinocaprinocultura apresenta algumas perspectivas promissoras quanto à aplicação de determinadas tecnologias envolvendo o uso de materiais de origem natural, com viabilidade de obtenção de produtos teoricamente mais eficientes e alternativos para o controle das parasitoses, em especial, considerando que investigações moleculares, como o sequenciamento gênico dos principais nematoides causadores de patologias, estão em curso.

Clique para
Baixar o PDF
Clique para
Baixar o ePUB

Deixe uma resposta