Alexandre De Azevedo Olival & Outros (Orgs.) – Na Trilha Das Mudanças

Na Trilha Das Mudanças apresenta os resultados de um programa de pesquisa-ação desenvolvidos por organizações não governamentais

Alexandre De Azevedo Olival, Camila Horiye Rodrigues, Renata Evangelista De Oliveira, Robert Buschbacher & Wendy-lin Dartels (Orgs.) – Na Trilha Das Mudanças: Ciência E Resiliência Da Agricultura Familiar Na Amazônia Norte Mato-Grossense

Na Trilha Das Mudanças congrega os principais resultados dos projetos de pesquisa desenvolvidos no âmbito do “Programa de Pesquisa em Resiliência da Agricultura Familiar no Norte e Noroeste do Mato Grosso”.

O programa teve origem nas ações do Centro de Pesquisas em Agroflorestas, coordenado pelo Instituto Ouro Verde, criado em 2014 como um espaço multi-institucional voltado à sistematização e produção de conhecimentos para o fortalecimento da cadeia de valores agroflorestal no Norte de Mato Grosso, articulando para isso conhecimento popular e científico.

A incorporação da noção de resiliência de sistemas socioecológicos representa grande inovação para as ciências sociais, com possibilidades de aplicação para a formulação de políticas públicas ou mesmo para pensar novos arranjos em sistemas produtivos.

Na Trilha Das Mudanças apresenta os resultados de um programa de pesquisa-ação desenvolvidos por organizações não governamentais, agricultores(as) familiares e pesquisadores(as) vinculados(as) a diferentes universidades com o objetivo de fortalecer a resiliência da agricultura familiar em uma região de fronteira agrícola amazônica.

Através de 14 projetos de pesquisa que trabalharam com diferentes níveis de participação e contando com o engajamento de mais de 60 pesquisadores, entre estudantes de graduação, pós-graduação e professores universitários, além de técnicos de campo, discute-se sobre a diversidade da agricultura familiar nos territórios do Portal da Amazônia e Noroeste, ambos localizados no estado de Mato Grosso, seus desafios e as estratégias que poderiam fortalecer sua resiliência.

O resultado deste grande esforço de reflexão coletiva é uma contribuição direta tanto para as organizações e gestores locais, mas também para o próprio estudo sobre a resiliência de sistemas socioecológicos.

Na Trilha Das Mudanças é um convite para que novas instituições se juntem neste esforço, coordenando suas ações para, de fato, podermos repensar a forma de ocupação do solo e produção de alimentos no Brasil.


Deixe uma resposta

Alexandre De Azevedo Olival & Outros (Orgs.) – Na Trilha Das Mudanças

Na Trilha Das Mudanças apresenta os resultados de um programa de pesquisa-ação desenvolvidos por organizações não governamentais

Alexandre De Azevedo Olival, Camila Horiye Rodrigues, Renata Evangelista De Oliveira, Robert Buschbacher & Wendy-lin Dartels (Orgs.) - Na Trilha Das Mudanças: Ciência E Resiliência Da Agricultura Familiar Na Amazônia Norte Mato-Grossense

Na Trilha Das Mudanças congrega os principais resultados dos projetos de pesquisa desenvolvidos no âmbito do “Programa de Pesquisa em Resiliência da Agricultura Familiar no Norte e Noroeste do Mato Grosso”.

O programa teve origem nas ações do Centro de Pesquisas em Agroflorestas, coordenado pelo Instituto Ouro Verde, criado em 2014 como um espaço multi-institucional voltado à sistematização e produção de conhecimentos para o fortalecimento da cadeia de valores agroflorestal no Norte de Mato Grosso, articulando para isso conhecimento popular e científico.

A incorporação da noção de resiliência de sistemas socioecológicos representa grande inovação para as ciências sociais, com possibilidades de aplicação para a formulação de políticas públicas ou mesmo para pensar novos arranjos em sistemas produtivos.

Na Trilha Das Mudanças apresenta os resultados de um programa de pesquisa-ação desenvolvidos por organizações não governamentais, agricultores(as) familiares e pesquisadores(as) vinculados(as) a diferentes universidades com o objetivo de fortalecer a resiliência da agricultura familiar em uma região de fronteira agrícola amazônica.

Através de 14 projetos de pesquisa que trabalharam com diferentes níveis de participação e contando com o engajamento de mais de 60 pesquisadores, entre estudantes de graduação, pós-graduação e professores universitários, além de técnicos de campo, discute-se sobre a diversidade da agricultura familiar nos territórios do Portal da Amazônia e Noroeste, ambos localizados no estado de Mato Grosso, seus desafios e as estratégias que poderiam fortalecer sua resiliência.

O resultado deste grande esforço de reflexão coletiva é uma contribuição direta tanto para as organizações e gestores locais, mas também para o próprio estudo sobre a resiliência de sistemas socioecológicos.

Na Trilha Das Mudanças é um convite para que novas instituições se juntem neste esforço, coordenando suas ações para, de fato, podermos repensar a forma de ocupação do solo e produção de alimentos no Brasil.


Deixe uma resposta


Desenvolvido pela Quanta Comunicação