Aires José Rover & Fernando Galindo (Edits.) – O Governo Eletrônico E Suas Múltiplas Facetas

Este livro é fruto das atividades do grupo de pesquisa sobre governo eletrônico e inclusão digital formado pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e pela Universidade de Zaragoza, no segundo semestre do ano de 2009.
Foram realizadas atividades em duas disciplinas de governo eletrônico, uma no programa de pósgraduação em direito (CPGD) e outra no programa de pósgraduação em engenharia e gestão do conhecimento (EGC), programas estes da UFSC. Alguns artigos deste livro foram escolhidos destas atividades. Além disso, foi organizado o 8.º encontro íbero americano de governo eletrônico e inclusão digital realizado em Florianópolis, Brasil. Deste encontro foram escolhidos artigos de palestrantes brasileiros, latino americanos e espanhóis.
O título escolhido, Governo eletrônico e suas múltiplas facetas, denota a diversidade de temas tratados pelo grupo de autores e pesquisadores.
Os primeiros são de caráter mais prático e decorem diretamente de pesquisas realizadas em conjunto entre UFSC e Universidade de Zaragoza. É o caso da avaliação de portais e sitios governamentais, cujos questionários foram preparados por Espanha e aplicados e discutidos no Brasil. No mesmo sentido temos os artigos sobre plataformas e-Gov e sobre aplicativos de mapas para apoio ao governo eletrônico.
Em seguida temos artigos que tratam do tema da educação nos tempos tecnológicos, discutindo-se tópicos como a atuação e dever dos estados e governos diante da aprendizagem a distância, da aplicação das redes sociais, da reforma do ensino superior na Europa, de exemplos como a TV escola e a universidade comunitária e a sua gestão democrática, enfim, da preocupação com interfaces digitais facilitadoras da interação humano-computador.
Os últimos artigos desta coletânia traz experiências mais diretas de governo eletrônico. Inicia com um apanhado geral na América Latina no que diz respeito aos parlamentos locais e regionais. Segue com a rica experiência da modernização da secretaria da fazenda do Estado de Santa Catarina. Depois temos o caso das publicações oficiais em Espanha e o uso da web 3.0, as experiências de convergência tecnológica nas políticas urbanas e enfim, a democracia participativa na saúde, um caso de conselho municipal no Estado de Santa
Catarina.


Deixe uma resposta

Aires José Rover & Fernando Galindo (Edits.) – O Governo Eletrônico E Suas Múltiplas Facetas

Este livro é fruto das atividades do grupo de pesquisa sobre governo eletrônico e inclusão digital formado pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e pela Universidade de Zaragoza, no segundo semestre do ano de 2009.


Foram realizadas atividades em duas disciplinas de governo eletrônico, uma no programa de pósgraduação em direito (CPGD) e outra no programa de pósgraduação em engenharia e gestão do conhecimento (EGC), programas estes da UFSC. Alguns artigos deste livro foram escolhidos destas atividades. Além disso, foi organizado o 8.º encontro íbero americano de governo eletrônico e inclusão digital realizado em Florianópolis, Brasil. Deste encontro foram escolhidos artigos de palestrantes brasileiros, latino americanos e espanhóis.
O título escolhido, Governo eletrônico e suas múltiplas facetas, denota a diversidade de temas tratados pelo grupo de autores e pesquisadores.
Os primeiros são de caráter mais prático e decorem diretamente de pesquisas realizadas em conjunto entre UFSC e Universidade de Zaragoza. É o caso da avaliação de portais e sitios governamentais, cujos questionários foram preparados por Espanha e aplicados e discutidos no Brasil. No mesmo sentido temos os artigos sobre plataformas e-Gov e sobre aplicativos de mapas para apoio ao governo eletrônico.
Em seguida temos artigos que tratam do tema da educação nos tempos tecnológicos, discutindo-se tópicos como a atuação e dever dos estados e governos diante da aprendizagem a distância, da aplicação das redes sociais, da reforma do ensino superior na Europa, de exemplos como a TV escola e a universidade comunitária e a sua gestão democrática, enfim, da preocupação com interfaces digitais facilitadoras da interação humano-computador.
Os últimos artigos desta coletânia traz experiências mais diretas de governo eletrônico. Inicia com um apanhado geral na América Latina no que diz respeito aos parlamentos locais e regionais. Segue com a rica experiência da modernização da secretaria da fazenda do Estado de Santa Catarina. Depois temos o caso das publicações oficiais em Espanha e o uso da web 3.0, as experiências de convergência tecnológica nas políticas urbanas e enfim, a democracia participativa na saúde, um caso de conselho municipal no Estado de Santa
Catarina.


Deixe uma resposta


Desenvolvido pela Quanta Comunicação