Aires Almeida & Desidério Murcho – Janelas Para A Filosofia

Todos temos vários pressupostos filosóficos, quer nos apercebamos disso quer não. Seja porque temos convicções sobre o que é correto ou incorreto fazer, seja porque temos convicções sobre o que é ou não justo na nossa sociedade. Este livro abre janelas para o mundo da filosofia, ajudando-nos a refletir com autonomia sobre esses e outros pressupostos filosóficos.
Da filosofia moral e política à filosofia da arte e da religião, da teoria do conhecimento à filosofia da ciência e à lógica, este livro apresenta alguns dos problemas, teorias, argumentos e conceitos que constituem o núcleo da reflexão filosófica. As ideias não são apresentadas como dogmas mortos que nos resta apenas apreciar, mas antes como propostas vivas que urge discutir.
Este livro é do máximo interesse para qualquer pessoa dada à reflexão, curiosa acerca dos pressupostos filosóficos que inevitavelmente temos. Leitura indispensável em universidades e escolas, para professores e alunos, e com uma linguagem clara e despretensiosa, mas rigorosa e sólida, este é o livro de apresentação da filosofia que há muito fazia falta.
Será que os valores são relativos? Porquê? O que fundamenta a moral? O que é o bem último, aquilo em função do qual os outros bens são bens? E qual é o critério da ação correta? Serão as consequências? Ou as intenções? Ou será a virtude o que mais conta na ética?
Eis algumas das perplexidades filosóficas que inauguram este livro. Conduzindo o leitor gentilmente, de maneira despretensiosa e simples, encorajando-o a reflectir por si, Janelas para a Filosofia é mais do que uma apresentação da filosofia: é um convite ao filosofar.
Em vez de dogmas mortos, as ideias dos filósofos tomam-se propostas vivas que apetece discutir. Kant e Mill, Aristóteles e Platão, Popper e Kuhn, Collingwood e Tolstói, Anselmo e Nagel, Rawls e Nozick, Gettier e Dickie – estes são apenas alguns filósofos, antigos e contemporâneos, que somos convidados a discutir neste livro singular.


Deixe uma resposta

Aires Almeida & Desidério Murcho – Janelas Para A Filosofia

Todos temos vários pressupostos filosóficos, quer nos apercebamos disso quer não. Seja porque temos convicções sobre o que é correto ou incorreto fazer, seja porque temos convicções sobre o que é ou não justo na nossa sociedade. Este livro abre janelas para o mundo da filosofia, ajudando-nos a refletir com autonomia sobre esses e outros pressupostos filosóficos.
Da filosofia moral e política à filosofia da arte e da religião, da teoria do conhecimento à filosofia da ciência e à lógica, este livro apresenta alguns dos problemas, teorias, argumentos e conceitos que constituem o núcleo da reflexão filosófica. As ideias não são apresentadas como dogmas mortos que nos resta apenas apreciar, mas antes como propostas vivas que urge discutir.
Este livro é do máximo interesse para qualquer pessoa dada à reflexão, curiosa acerca dos pressupostos filosóficos que inevitavelmente temos. Leitura indispensável em universidades e escolas, para professores e alunos, e com uma linguagem clara e despretensiosa, mas rigorosa e sólida, este é o livro de apresentação da filosofia que há muito fazia falta.
Será que os valores são relativos? Porquê? O que fundamenta a moral? O que é o bem último, aquilo em função do qual os outros bens são bens? E qual é o critério da ação correta? Serão as consequências? Ou as intenções? Ou será a virtude o que mais conta na ética?
Eis algumas das perplexidades filosóficas que inauguram este livro. Conduzindo o leitor gentilmente, de maneira despretensiosa e simples, encorajando-o a reflectir por si, Janelas para a Filosofia é mais do que uma apresentação da filosofia: é um convite ao filosofar.
Em vez de dogmas mortos, as ideias dos filósofos tomam-se propostas vivas que apetece discutir. Kant e Mill, Aristóteles e Platão, Popper e Kuhn, Collingwood e Tolstói, Anselmo e Nagel, Rawls e Nozick, Gettier e Dickie - estes são apenas alguns filósofos, antigos e contemporâneos, que somos convidados a discutir neste livro singular.


Deixe uma resposta


Desenvolvido pela Quanta Comunicação