Adriano Furtado Holanda (Org.) – Espiritualidade, Religiosidade, Psicologia E Saúde

A obra se propõe a trazer ao debate os temas da espiritualidade e da religiosidade, aproximando-os da Psicologia em seus múltiplos contextos.

Adriano Furtado Holanda (Org.) – Espiritualidade, Religiosidade, Psicologia E Saúde: Diálogos E Pesquisas

Racional e Irracional. Dualidade autêntica da experiência religiosa; tanto quanto estar ou não “presente” na nossa cotidianidade. Já se pregou o fim da religião diversas vezes, seja pelo advento do pensamento “racional”, seja pela ciência, seja pelo “esclarecimento”; todavia, não apenas isto não ocorreu, como cada vez mais encontra-se verdadeiramente presente nesse nosso dia-a-dia, não apenas na construção de boa parte de nossas construções éticas e morais (como faz questão de destacar Jürgen Habermas); como intensamente visível na mídia e na política.

Diante deste cenário, nada mais surpreendente que, ainda nos dias atuais, sobrevivam narrativas ou posições – individuais ou institucionais – que tendem a tornar invisíveis as experiências religiosas e espirituais, e ainda mais surpreendente que a ciência psicológica se exima dessa discussão.

Considerar o ser humano, privado de sua cultura, de sua história, de sua antropologia, não pode ser visto apenas como um mero erro: certamente é uma alienação do seu próprio objeto e sentido de ser como ciência.

É na direção contrária desta alienação que este livro se propõe a trazer ao debate, novamente, os temas da espiritualidade e da religiosidade, aproximando-os da Psicologia em seus múltiplos contextos. Com o intuito, pois, de dar visibilidade à pesquisa e ao esforço dialógico, trazemos a público aqui, um conjunto de textos derivado fundamentalmente de reflexões, debates e investigações sobre os temas da espiritualidade e da religiosidade, a partir de dois Grupos de Pesquisas – o Laboratório de Fenomenologia e Subjetividade (LabFeno) da Universidade Federal do Paraná, e o Grupo Religiosidade e Processos de Subjetivação (da PUC-PR) – e de um conjunto de parceiros.

Em Espiritualidade, Religiosidade, Psicologia E Saúde: Diálogos E Pesquisas, trazemos o produto de vários empreendimentos universitários, como pesquisas de Iniciação Científica, Mestrado e Doutorado e, com isto, procuramos devolver, tanto para a comunidade científica, quanto aos interessados na temática, uma miríade de temáticas – como Formação em Psicologia, Prática Clínica, Bioética, Ciências Cognitivas, Gestalt-terapia e Direitos Humanos – além do resultado de pesquisas empíricas, do desenvolvimento de instrumentos (como as Escalas e Inventário do segundo capítulo) e de reflexões teóricas.

Clique para
Baixar o PDF

Deixe uma resposta

Adriano Furtado Holanda (Org.) – Espiritualidade, Religiosidade, Psicologia E Saúde

A obra se propõe a trazer ao debate os temas da espiritualidade e da religiosidade, aproximando-os da Psicologia em seus múltiplos contextos.

Adriano Furtado Holanda (Org.) - Espiritualidade, Religiosidade, Psicologia E Saúde: Diálogos E Pesquisas

Racional e Irracional. Dualidade autêntica da experiência religiosa; tanto quanto estar ou não “presente” na nossa cotidianidade. Já se pregou o fim da religião diversas vezes, seja pelo advento do pensamento “racional”, seja pela ciência, seja pelo “esclarecimento”; todavia, não apenas isto não ocorreu, como cada vez mais encontra-se verdadeiramente presente nesse nosso dia-a-dia, não apenas na construção de boa parte de nossas construções éticas e morais (como faz questão de destacar Jürgen Habermas); como intensamente visível na mídia e na política.

Diante deste cenário, nada mais surpreendente que, ainda nos dias atuais, sobrevivam narrativas ou posições – individuais ou institucionais – que tendem a tornar invisíveis as experiências religiosas e espirituais, e ainda mais surpreendente que a ciência psicológica se exima dessa discussão.

Considerar o ser humano, privado de sua cultura, de sua história, de sua antropologia, não pode ser visto apenas como um mero erro: certamente é uma alienação do seu próprio objeto e sentido de ser como ciência.

É na direção contrária desta alienação que este livro se propõe a trazer ao debate, novamente, os temas da espiritualidade e da religiosidade, aproximando-os da Psicologia em seus múltiplos contextos. Com o intuito, pois, de dar visibilidade à pesquisa e ao esforço dialógico, trazemos a público aqui, um conjunto de textos derivado fundamentalmente de reflexões, debates e investigações sobre os temas da espiritualidade e da religiosidade, a partir de dois Grupos de Pesquisas – o Laboratório de Fenomenologia e Subjetividade (LabFeno) da Universidade Federal do Paraná, e o Grupo Religiosidade e Processos de Subjetivação (da PUC-PR) – e de um conjunto de parceiros.

Em Espiritualidade, Religiosidade, Psicologia E Saúde: Diálogos E Pesquisas, trazemos o produto de vários empreendimentos universitários, como pesquisas de Iniciação Científica, Mestrado e Doutorado e, com isto, procuramos devolver, tanto para a comunidade científica, quanto aos interessados na temática, uma miríade de temáticas – como Formação em Psicologia, Prática Clínica, Bioética, Ciências Cognitivas, Gestalt-terapia e Direitos Humanos – além do resultado de pesquisas empíricas, do desenvolvimento de instrumentos (como as Escalas e Inventário do segundo capítulo) e de reflexões teóricas.

Clique para
Baixar o PDF

Deixe uma resposta


Desenvolvido pela Quanta Comunicação