Encontros Com Moçambique

Com a proliferação, sentida principalmente a partir de 2003, de pesquisas no meio acadêmico brasileiro que contemplem o continente africano como problema de análise, uma série de núcleos de pesquisas surgiu