Reduzindo O Custo De Ser Estrangeiro: O Apoio Do Itamaraty À Internacionalização De Empresas Brasileiras – A partir de tese apresentada no Curso de Altos Estudos do Instituto Rio Branco, o livro busca, com base na pesquisa de casos concretos, identificar e destacar a contribuição específica do Ministério das Relações Exteriores às empresas em processo de internacionalização.
Para o autor, os serviços prestados ao setor empresarial pela rede de Embaixadas e Consulados-Gerais auxiliam nossas transnacionais a reduzir o “custo de ser estrangeiro”.
O prefácio é de Joseph C. Marques, professor visitante da Escola de Genebra de Diplomacia e Relações Internacionais.
“Para um país como o Brasil, com aspirações globais e uma vocação de exportação, o tema de como organizar sua promoção comercial e atração de investimento estrangeiro é primordial.
A publicação ora em livro da tese do Cristiano Berbert chega no momento certo e reforça a importante noção de que as empresas brasileiras são fundamentais para a política externa e estimula a discussão sobre a melhor maneira do MRE contribuir para a internacionalização das empresas brasileiras e para captar maior fatia do mercado internacional.
Seu argumento central é que o Departamento de Promoção Comercial e Investimentos (DPR) faz um trabalho fundamental via a prestação de serviços de inteligência, networking e legitimação (I-N-L) às multinacionais brasileiras.
A prestação de serviço de inteligência é claramente a função mais fácil de entender já que o DPR compartilha abertamente com as empresas brasileiras o amplo conhecimento acumulado pelas missões diplomáticas.
Quanto a networking, o DPR facilita sua rede de contatos internacionais ao empresariado nacional por meio de promoção de eventos e encontros entre empresários brasileiros e empresários e autoridades de outros países.
O serviço de legitimação é provavelmente a função mais sofisticada e mais “diplomática” de todas salientando a capacidade técnica dos diplomatas em dominar e traduzir “códigos” locais e facilitar a entrada à e conhecimento da cultura local – exercício fundamental para compreender o ambiente local, incluindo as regras do jogo, principais atores e, com tempo, a possibilidade da empresa brasileira ser considerada como parceira confiável e “local”.
Legitimação é o serviço de maior valor agregado e ilustra bem a capacidade da diplomacia brasileira de alavancar interesses empresariais nacionais.”

 

Camisa Drummond

Deixe uma resposta