Michel Foucault: As Palavras E As Coisas – Iniciar a escrita de um texto sempre traz dificuldade, pois a pergunta é: “como iniciar?”; o que expor primeiramente para cativar o leitor, motivá-lo a seguir a leitura até o final? Isso não significa que não haja conteúdo, que aquele que escreve não saiba sobre o que escrever, pois a dificuldade é o “como” iniciar.
Findo o impasse do “começo”, posto que a presente Apresentação está em curso, é preciso decidir como continuar: exponto o pensador, Paul Michel Foucault (Poitiers – França, 1926; Paris, 1984); as obras, os conceitos principais?, ou talvez o livro em questão, As palavras e as coisas: uma arqueologia das Ciências Humanas (Les mots et les choses: une archéologie des Sciences Humaines, – França, 1966; Brasil, 1981).
Ou ainda o Evento, o II Seminário Internacional Michel Foucault: Cinquentenário de As palavras e as coisas, realizado em Pelotas/RS, nos dias 30, 31 de maio e 01 de junho de 2016? Para lembrar, este II Seminário visou a oportunizar a exposição de diferentes nuances do pensamento foucaultiano, principalmente a partir do estudo da obra As palavras e as coisas (1966), permitindo o desenvolvimento de debates que, sob tais perspectivas, aproximam as áreas de Filosofia, Psicologia e Educação.
Este profícuo debate ocorrerá pelo contato mais direto com diversos pesquisadores que participarão do evento, bem como com as múltiplas abordagens que tal encontro oportunizará.
Nessa medida, o Seminário tem como objetivo geral estabelecer um espaço de discussão e de aprofundamento sobre a atualidade do pensamento de Foucault além de estreitar laços e enriquecer nosso debate acadêmico.
Nesse contexto, pode-se passar, imediatamente, aos textos, os quais, brevemente sumariados, suscitaram questões, e ainda o fazem, motivo pelo qual algumas delas serão aqui registradas com o objetivo de motivar o leitor a ir ao artigo e, após, às obras de Foucault e as de outros autores, assim como refletir, como o autor almejou em suas aulas e escritos.

 

Camisa “E Viva A Diferença!”

Deixe uma resposta