Logística No Brasil: Situação Atual E Transição Para Uma Economia Verde é parte da Coleção de Estudos sobre Diretrizes para uma Economia Verde no Brasil.
Composta de doze volumes, a coletânea, que reúne escritos de especialistas em diversas áreas, pretende expor as principais barreiras para implementação da Economia Verde no Brasil e sugerir diretrizes para a implantação deste novo modelo de desenvolvimento.
Organizada pela Fundação Brasileira para o Desenvolvimento Sustentável (FBDS), sob a coordenação do engenheiro Walfredo Schindler, os doze estudos foram lançados em maio de 2012, a propósito da Rio+20.
A expectativa de aumento nas emissões de GEE, no setor de transportes, vem transformando a logística em alvo de investimentos de empresas e países que buscam a sustentabilidade ambiental.
Logística reversa, uso de energias renováveis, mudança de embalagens e alteração nas rotas são algumas das ações a serem implementadas pelas empresas que desejam reduzir o seu impacto ambiental. Já os governos devem fornecer uma infraestrutura adequada, além de fiscalizar e criar leis que possibilitem o crescimento
dos países de forma sustentável.
No Brasil, esse assunto é ainda mais relevante devido ao desenvolvimento econômico que o país vem vivenciando nos últimos anos. O aumento no volume de exportações e importações, atrelado a um mercado consumidor vibrante, levou ao crescimento do fluxo interno de mercadorias, com impacto direto nos níveis de emissões de GEE na atmosfera.
O problema do Brasil é ter a sua economia ainda refém de uma matriz de transportes desbalanceada, na qual o modal rodoviário, o mais poluente, predomina sobre os outros modais.
Além da falta de infraestrutura, o país sofre com a má qualidade das rodovias, das ferrovias, dos portos e dos aeroportos, o que torna mais complicada a movimentação das mercadorias e contribui para o aumento de emissões.
A elevada idade da frota nacional de caminhões, impulsionada por motores antiquados e combustíveis com altos níveis de enxofre, é outro agravante para o Brasil. Além de interferir na velocidade e na consistência da entrega, a idade avançada dos veículos influencia, de forma relevante, os níveis de emissões.

 

Camisa Vendo Mais Longe

Deixe uma resposta