Abandono Afetivo: O Dever De Cuidado E A Responsabilidade Civil Por Abandono De Filhos – A violência é tão silenciosa que, muitas vezes, nem o Direito conseguia ouvir, com tantas decisões contrárias e muita controvérsia sobre o tema. Mas, ao que parece, após a última decisão do STJ sobre o tema, o Poder Judiciário acordou para a gravidade do problema.
Abandono Afetivo é uma obra inédita e indispensável a estudantes, advogados, vítimas do abandono, e todas aquelas pessoas que desejarem aprender um pouco sobre a proteção legal e as gravíssimas consequências do abandono de filhos.
Abandono Afetivo é, ainda, um manual prático de como interpor uma ação de indenização por abandono afetivo, contendo toda a fundamentação legal, modelo de ação de indenização e as mais recentes decisões dos tribunais
estaduais e superiores.
Além do abandono afetivo, propriamente dito,
são discutidos nesta obra:
— Responsabilidade Civil;
— Dano Moral por Inadimplemento Alimentar;
— Projetos de Lei e Sugestões para Prevenir o Abandono;
— Discriminação entre Filhos;
— Prescrição;
— Doação Inoficiosa;
— Consequências Geradas pelo Abandono Parental.
Charles Bicca explica que a criança ou adolescente abandonado pode vir a desenvolver problemas em seu comportamento e desenvolvimento mental e social, que podem vir a durar muito tempo. Segundo o autor, tal situação pode gerar “distúrbios de comportamento, de relacionamento social, problemas escolares, depressão, tristeza, baixa autoestima, inclusive problemas de saúde, entre outros devidamente comprovados por estudos clínicos e psicológicos”.
O autor traz os ensinamentos do Professor Melvin Lewis, que defende que os pais têm o papel de “guias” para seus filhos, devendo auxilia-los e contribuir em seu desenvolvimento sadio, auxiliando a mesma a controlar seus impulsos e comportamentos, de maneira que sua ausência pode provocar abalos em sua personalidade
Charles Bicca, estudioso e ferrenho defensor do assunto, opina que o abandono afetivo é uma das formas mais graves de violência que uma pessoa pode sentir, já que é uma violência “silente”, que não chama a atenção e é longa e duradoura. Ainda entende que o abandono afetivo é uma “morte em vida”.

Para saber mais…

 

Camisa Guarda-Chuva

Deixe uma resposta