Histórias Para Lembrar Dormindo – Mergulhe no universo de contos lúdicos e fantásticos.
Neste livro, Braulio Tavares traz uma coletânea de quarenta contos marcantes e curtos que se alternam entre o mundo do visível (“Matéria-Prima”) e o mundo do improvável (“Antimatéria”). Revolta de salamandras, conflitos sertanejos, fantasmas, perda da virgindade, crimes misteriosos, pesadelos surrealistas, um táxi para o Além, batalhas medievais, video games literários, serial killers, números fatídicos…
Há histórias que pedem para ser longas, mas há também aquelas que precisam de pouco espaço para instigar nossa reflexão. Algumas transcorrem em alguns minutos – que parecem, apesar das poucas linhas, se transformar em muitas horas –; outras contam a vida inteira de uma pessoa. São episódios isolados, cenas do cotidiano ou mesmo visões de um mundo fantástico, que narram desde o clássico “vou ali comprar cigarro” até a resenha de um video game do futuro baseado em Grande sertão: Veredas.
Em cada um dos contos de Histórias Para Lembrar Dormindo temos o vislumbre de um universo inteiro com seus personagens, e às vezes a história de toda uma vida ocorre diante dos nossos olhos. Humor, terror, vida cotidiana, fantasia, maridos e mulheres, monstros, pais e filhos, homenagens a Clarice Lispector, Jorge Luis Borges e Guimarães Rosa. Um feixe de contos que apontam para todas as direções da rosa dos ventos.
Em seus outros livros de contos, A espinha dorsal da memória (1989) e Mundo Fantasmo (1996) as histórias são quase todas longas, e algumas se estendem como um argumento de um filme de longa-metragem. Os textos que vão em Histórias Para Lembrar Dormindo, pelo contrário, parecem com curta-metragens, ou com histórias em quadrinhos de uma página só, ou com qualquer outra forma narrativa que possa ser absorvida em poucos minutos mas deixe uma impressão duradoura.

Braulio Tavares é escritor, poeta, tradutor e compositor. Nasceu em Campina Grande (PB) em 1950 e mora no Rio de Janeiro desde 1982. É pesquisador de literatura fantástica e de ficção científica, e organizou várias antologias do gênero para a editora Casa da Palavra (Rio de Janeiro). Também estuda a literatura de cordel e publicou várias obras nessa área pela Editora 34 (São Paulo). Tem uma coluna diária sobre cultura no “Jornal da Paraíba” (João Pessoa), e esses textos estão disponíveis em seu blog Mundo Fantasmo.

 

Camisa “Espere Eu Acabar Esse Capítulo!”

Deixe uma resposta