Teoria Histórico-Cultural: Questões Fundamentais Para A Educação Escolar – A presente coletânea reúne artigos de pesquisadores nacionais e internacionais que participaram, em 2014, do evento que reuniu a 13ª Jornada do Núcleo de Ensino da Faculdade de Filosofia e Ciências — UNESP — Campus de Marília e o 2º Congresso Internacional sobre a Teoria Histórico-Cultural, que teve como objetivo discutir o modo pelo qual essa teoria possibilita compreender o processo de desenvolvimento humano, tendo o espaço escolar e sua organização como lócus privilegiado para a potencialização deste desenvolvimento.
Essa compreensão é fundamental para que possamos fazer face aos problemas que têm afetado os processos de ensinar e de aprender na escola básica brasileira e que se expressam em resultados de pesquisas muito pouco animadores. Muitos grupos de pesquisas no Brasil vêm se dedicando ao estudo da Teoria histórico-cultural em busca da articulação de uma teoria pedagógica que possa orientar a proposição de um sistema de ensino suficientemente racional, fundamentado científica e praticamente, que possa superar essa problemática sem solução até hoje.
A construção de uma teoria pedagógica exige a compreensão de suas bases teóricas e de um método que possibilite a estruturação de elementos mediadores que façam concretizar a teoria sob a forma de práticas, seja no nível das práticas educativas, seja na pesquisa, seja na formação de professores, em busca de superar o verbalismo sobre as teorias, típico das práticas pedagógicas marcadas pelo senso comum.
Os artigos resultantes das palestras realizadas durante o evento levam-nos a compreender as bases teórico-metodológicas da Teoria histórico-cultural e a refletir sobre questões fundamentais como a formação das funções psíquicas superiores e a mediação, bem como sobre diferentes formas de conduzir o trabalho educativo de modo a que este possa levar à superação das dificuldades que obstaculizam o processo de formação do alunos e faça avançar seu desenvolvimento na direção de sua humanização.

 

Camisa Pessoa

Deixe uma resposta